Tribunal realiza mega leilões em João Pessoa e Campina

Começou a pouco, no Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa, o mega leilão da Justiça do Trabalho que coloca à venda, em leilão, bens penhorados em 172 processos para o pagamento de dívidas trabalhistas. Nesta quinta-feira, em Campina Grande, no Fórum Irenêo Joffily, a partir das 9h, outro mega leilão estará oferecendo bens de 92 processos.

Em João Pessoa estarão sendo leiloados bens como um imóvel e um lote de terras no distrito Industrial da empresa Norfil avaliados em R$ 50 milhões e com lance mínimo de R$ 20 milhões, a sede do Iate Clube da Paraíba na Praia do Bessa, avaliada em R$ 6 milhões e com lance inicial de R$ 2,4 milhões e um prédio da Distack Distribuidora de Alimentos, avaliado em R$ 2,8 milhões e com lance inicial de R$ 1,1 milhão.

Em Campina Grande serão colocados à venda em leilão bens como um terreno da indústria Têxtil Ervest S/A, no Distrito Industrial avaliado em R$ 2,9 milhões e com lance inicial de R$ 1,1 milhões.

Inusitados – Óculos de sol, sungas, linguiça, elevador, cerveja, gasolina e até personagens do cenário infantil também vão estar nos lotes para arrematação nos leilões.  Entre os bens que estão sendo oferecidos ainda no edital do Projeto Arrematar de João Pessoa está o Motel Ibiza, com 30 apartamentos, localizado em Bayeux, avaliado em R$ 650 mil.

Consta ainda um vagão ferroviário de seis portas, com capacidade para cento e oitenta passageiros, avaliado em R$ 300 mil e um quadro a óleo sobre tela, do pintor Miguel dos Santos, avaliado em R$ 3.500.

Já em Campina Grande os arrematantes vão encontrar desde móveis, imóveis, equipamentos agrícolas e eletro-eletrônicos, 520 pares de solado de calçados, 928 sacos para limpar chão, 28 postes de concreto e até um piano Leland Chicago.

Em João Pessoa, o leilão será presidido pela juíza supervisora da Central de Mandados da Capital, Tais Priscila Souza e em Campina Grande pelo juiz supervisor da CMJA, Flávio Londres da Nóbrega. O leiloeiro público oficial será Alexandre Ferreira Nunes.

Os leilões de João Pessoa e Campina Grande serão realizados nas formas presencial e a distância, via internet. Para participação é necessário que o interessado esteja cadastrado conforme às regras do Sistema de Leilão Eletrônico, que estão no site do TRT da 13ª Região (www.trt13.jus.br). Boa parte dos bens pode ser conferida em fotografias.

Em ambos, não serão admitidas parcelas inferiores a 1/10 do valor da avaliação do bem, podendo este ser parcelado em no máximo 10 vezes, contando o sinal de 30%. No caso de bens imóveis, as dívidas pendentes de IPTU e taxas municipais não serão transferidas ao arrematante, que arcará com eventuais despesas de condomínio e outras obrigações civis referentes à coisa, tais como: ITBI e despesas cartorárias para registro da Carta de Arrematação. Todas as pessoas  podem participar do leilão, exceto os servidores da Justiça Trabalhista.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.