Trauma nega denúncia de falta de medicamentos

A diretoria do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, emitiu ontem (27) uma nota de esclarecimento após denúncia do deputado estadual Trócolli Júnior (PDMB) de que a unidade hospitalar não estaria fornecendo determinados medicamentos – entre eles analgésicos e antinflamatórios – para os seus pacientes. Ainda segundo o deputado, familares dos pacientes estariam comprando os remédios devido à carência dos insumos na unidade.

Confira abaixo a nota da Direção do Hospital:

A Direção do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena esclarece que existe estoque de insumos suficiente para receber a demanda do hospital e que realizou 243 (duzentos e quarenta e três) atendimentos durante a véspera e dia de Natal. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora da terça-feira, dia 24, até as primeiras horas desta quinta-feira, dia 26.

A Direção explicou que a compra de medicamentos por parte de familiares é uma conduta totalmente desaprovada pela Unidade de Saúde, já que o Hospital de Trauma de João Pessoa conta com um estoque de suprimentos satisfatório para atender todos os pacientes que são encaminhados à Unidade de Saúde.

A Instituição ressalta ainda que será aberta sindicância para apurar os casos de denúncias envolvendo suposta falta de medicamentos para os pacientes, contudo, precisa da colaboração de quem se sentiu prejudicado, visto que nenhuma denúncia formal chegou à Ouvidoria do Hospital de Trauma.

Por fim, a Instituição garante o atendimento de urgência e emergência aos paraibanos durante este período de final de ano, reforçando toda a equipe assistencial do hospital, que disponibiliza mais de 17 (dezessete) especialidades diuturnamente, além de aumentar o quadro clínico em torno de 30%, podendo chegar a mais de 60 médicos plantonistas, de forma presencial, nos dias de mais movimentação.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.