TJ apresenta projeto de virtualização processual do Judiciário à OAB-PB

Na tarde desta quarta-feira (13), o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, e o diretor de Tecnologia da Informação (TI) do TJ, José Augusto Neto, estiveram reunidos com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba (OAB-PB), Odon Bezerra. O objetivo foi apresentar o Processo Judicial Eletrônico (PJE), que será implementado nas varas piloto e nos gabinetes de desembargadores, já no mês de junho. A ideia é selecionar advogados para participarem de iniciativa nestas unidades, e funcionarem como multiplicadores durante a expansão da virtualização do Judiciário paraibano.

A apresentação foi feita pelo diretor de TI, José Augusto Neto, que mostrou o layout, alguns procedimentos e vantagens do sistema. “Transparência, velocidade da tramitação e garantia de segurança são, sem dúvida, os principais ganhos”, afirmou. Na ocasião, uma nova reunião foi marcada para a próxima segunda-feira (18), às 15h, com membros da Comissão de Tecnologia da Informação da OAB. A finalidade é oferecer mais informações sobre o software.

Para o presidente da OAB, Odon Bezerra, o primeiro passo da Ordem é a formação de advogados multiplicadores. “ Precisamos trabalhar neste projeto de expansão pelo interior do Estado, junto ao Tribunal de Justiça”, disse.

De acordo com o desembargador-presidente do TJ, Abraham Lincoln, os diálogos entre os órgãos serão constantes, assim como com o Ministério Público e a Defensoria Pública. “Hoje, apresentamos à OAB o nosso cronograma de funcionamento e implantação da virtualização. É necessária a participação de todos os setores que compõe a Justiça neste processo, para que a expansão seja feita de forma responsável”, declarou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.