Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Valério Vasconcelos

Valério Vasconcelos é doutor em cardiologia pela Universidade de São Paulo/Instituto do coração (USP/INCOR), pesquisador e escritor. Doutor em Cardiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Médico pesquisador no Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da USP (InCor/FMUSP).
Valerio-Vasconcelos

Tensão ao ver uma partida do Brasil na Copa do Mundo pode afetar o coração

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Em tempos de Copa do Mundo no Catar, quando a maioria das pessoas costuma ficar de olho nos jogos, nada melhor do que abordar o tema, relacionando-o à minha experiência de cardiologista. Você sabia que há estudos que mostram os efeitos de uma partida de futebol no coração do torcedor?

Isso mesmo! O estresse emocional durante os jogos pode provocar aumento de adrenalina no corpo dos torcedores, inclusive algumas pesquisas tratam exclusivamente sobre como a tensão ao assistir a uma partida do Brasil na Copa do Mundo de futebol pode impactar nosso sistema cardiovascular.

O estresse emocional eleva a frequência cardíaca e a pressão arterial, que podem desencadear infarto, arritmia ou Acidente Vascular Cerebral (AVC), o popular derrame.

Um estudo da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, mostrou que o número de infarto agudo do miocárdio sobe de 4% a 8% durante partidas de futebol da Seleção Brasileira”. Essa pesquisa foi realizada entre 1998 e 2010, apenas com torcedores brasileiros, com o objetivo de avaliar os efeitos agudos do estresse ambiental induzido pelos jogos da Copa do Mundo de Futebol no aumento da incidência de doenças cardiovasculares no Brasil.

Divulgado em 2013, o estudo ‘Copa do mundo de futebol como desencadeador de eventos cardiovasculares’ concluiu que a Copa do Mundo e, especialmente, os jogos da Seleção Brasileira implicam maior incidência de infarto agudo do miocárdio, mas não de mortalidade intra-hospitalar.

No estudo da USP, foram avaliados os períodos das Copas do Mundo de Futebol de 1998, 2002, 2006 e 2010 e as respectivas datas dos jogos do Brasil, comparados com os dias sem Copa do Mundo e sem jogos do Brasil como controle. Os dados foram obtidos dos Sistemas de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS), gerenciados pelo Ministério da Saúde e disponíveis na rede mundial de computadores para acesso gratuito.

Cérebro interpreta situação de risco e libera hormônios que afetam o sistema cardiovascular

Quando uma pessoa está estressada, como ao assistir um jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o cérebro interpreta uma situação de risco ou perigo e libera diversos hormônios e substâncias químicas, como a adrenalina, o cortisol e a norepinefrina.

Juntos, esses hormônios agem diretamente no sistema cardiovascular: desencadeiam a vasoconstrição das artérias, diminuem assim a oferta de sangue no coração e causam aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca.

Durante uma partida da Copa do Mundo 2022, especialmente da Seleção Brasileira, caso você tenha sintomas como falta de ar, coração acelerado e transpiração excessiva, peça ajuda a quem estiver próximo. E procure atendimento médico imediatamente, para verificar se é um problema no coração ou uma crise de pânico.

Os altos níveis de estresse podem causar muitos problemas à saúde do coração, pois a aceleração dos batimentos cardíacos pode aumentar a pressão arterial. A pressão alta, por sua vez, tem impacto no coração, como o maior risco de infarto e de derrame. Para pessoas que têm outros fatores de risco para as doenças cardiovasculares, como os idosos, o efeito agudo dos hormônios do estresse no coração pode levar à arritmia ou à parada cardíaca.

MAIS LIDAS

Menina-mulher: leitura de “Preciosidade”, de Clarice Lispector

O Homem no Mundo

adrotate banner="232"