Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

TCU condena ex-prefeita de Boqueirão

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou a ex-prefeita de Boqueirão Joanita Leal de Brito e a empresa Celcom Construções e Comércio  Ltda. a pagarem, solidariamente, R$ 348.530,50, valor atualizado.

A ex-prefeita executou apenas 23,26% das obras de pavimentação das avenidas Severino Macedo e Ivanilda Rodrigues Chagas. As obras eram o objeto do acordo firmado entre o município e o Ministério do Turismo. Joanita Brito também não comprovou a boa e regular aplicação dos recursos repassados. A empresa de construção recebeu a totalidade dos recursos e não realizou o serviço.

Os responsáveis foram multados, individualmente, em R$ 5 mil. Cópia da decisão foi enviada à Procuradoria da República na Paraíba. O ministro Augusto Nardes foi o relator do processo. Cabe recurso da decisão.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

Sandra Marrocos 2

Sandra Marrocos deixa cargo no Ministério das Mulheres para assumir pré-candidatura

CMJP 2023

Agenda da Câmara esta semana tem votação da LDO, debates e entrega de honrarias

Dinheiro 2

Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em julho e agosto

João Azevêdo close

João apresenta investimentos do Governo com recursos de emendas parlamentares estaduais

carteira de trabalho

João Pessoa tem 488 vagas de emprego a partir desta segunda-feira

gustavobarbosa

UP Garden: Sem licença nem contraventamento, tragédia era anunciada

napoleaomaracaja

Napoleão Maracajá cria PL que autoriza gratificação para servidores da Educação

WhatsApp_Image_2022-09-29_at_15.06.13

Pentacampeão Cafu fará palestra gratuita nesta segunda em João Pessoa

chuva FOTO Pixabay_

Paraíba tem alerta de acumulado de chuva no início da semana

Adriano destaca ações do governo e participação popular em plenárias do Orçamento Democrático no Sertão

Adriano destaca ações do governo e participação popular em plenárias do Orçamento Democrático no Sertão