TCE sinaliza para mudar resolução que pode regulamentar agentes de saúde

O deputado estadual Trocolli Júnior (PMDB) conduziu no início da noite de ontem, no auditório da Assembleia Legislativa da Paraíba, uma reunião com agentes de saúde da capital paraibana e informou a eles que o impasse em torno da regulamentação da categoria pode chegar ao fim na semana que vem. É que o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Nominando Diniz, comunicou a Trocolli que andam adiantados os estudos a respeito do problema destes servidores, com quem deve se reunir na próxima semana para encontrar um denominador comum para o aproveitamento definitivo destes profissionais.

– A solução legal para os agentes de saúde pode ser a edição de uma nova resolução pelo Tribunal de Contas. Os prefeitos tinham como álibi uma antiga resolução do TCE que complicava a prestação de contas dos prefeitos e isso deve ser resolvido em uma reunião que devemos manter com o presidente do TCE na semana que vem, junto com os representantes da categoria. O problema será solucionado com legalidade – disse Trocolli.

Na reunião, a presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde de João Pessoa, Célia Marques, denunciou uma articulação da Secretaria de Saúde para impedir que os profissionais pudessem comparecer. Segundo ela, os apoiadores tentaram barrar a saída de muitos agentes que trabalham em Mangabeira e no Valentina Figueiredo para impossibilitar a presença deles na reunião convocada pelo Sindicato. Célia também fez uma grave denúncia contra o marido da Secretária de Saúde da capital:

– Estávamos na Câmara Municipal acompanhando a prestação de contas da Secretária e para nossa supresa, o marido de Roseana Meira, Murilo, que estava na galeria, passou a provocar os agentes. Em determinado momento, quando eu ia saindo, ele colocou o dedo no meu rosto e mandou eu sair, me xingando com palavras de baixo calão. Ele não parou e quando ia bater no meu rosto, os agentes o cercaram e impediram. Murilo estava com dois "bombados" ao lado e um deles chegou a dizer que o marido da Secretária não poderia me agredir, mas ele sim. Saí de lá muito perturbada e constrangida com o que houve.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.