Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

SMS alerta sobre perigos de adquirir óculos em locais não regulamentados

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Ao andar pelos centros comerciais da cidade, é comum encontrarmos vendedores ambulantes e até estabelecimentos comerciais vendendo óculos de grau e de sol sem regulamentação e supervisão de profissional especializado. Devido aos riscos que esse tipo de comércio traz à população, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta sobre a compra de óculos sem certificados de procedência, que pode causar prejuízo à visão.

De acordo com a médica oftalmologista da rede municipal de saúde, Socorro Melo, os prejuízos de comprar óculos de grau ou de sol em estabelecimentos comerciais sem regulamentação, prescrição e supervisão médica podem causar graves danos à saúde que superam o baixo valor pago.

“O óculos só deve ser utilizado quando prescrito por um médico oftalmologista, após a realização de um exame criterioso. Quando isso não acontece, a qualidade de vida do paciente pode piorar bastante, devido ao surgimento de problemas como dores de cabeça frequentes e intensas, tonturas, desconforto visual, problemas na retina, uma vez que muitos desses óculos de má qualidade não oferecem proteção anti-radiação UVA e UVB, e outros problemas observados em consultas”, explica Socorro Melo.

De acordo com a médica, é importante entender que existem características anatômicas que são diferentes entre as pessoas, por isso é necessário a consulta com um médico oftalmologista e que a compra seja realizada em um estabelecimento qualificado para isso ou algumas doenças graves e incapacitantes podem ser desenvolvidas ou agravadas, como as de retina e até a catarata.

“Na hora de confeccionar os óculos, os técnicos ópticos têm cuidados nas medições na altura e distância naso – pupilar (distância entre o nariz e o centro dos olhos), que são importantes no conforto que esse óculos irá proporcionar. Essas medições são individuais e levam em consideração a anatomia da face do paciente e as características das lentes, além disso, o grau das lentes variam entre as pessoas”, explica ainda a médica oftalmologista da SMS, Socorro Melo.

Legislação – No município de João Pessoa, o comércio e prestação de serviços ópticos são regulamentados pela Lei Municipal 10.333/2004. Essa lei garante que a venda de óculos seja regular e para que o estabelecimento possa comercializar esses produtos deve adequar-se à Lei.

Dessa forma, a Vigilância Sanitária realiza inspeções em óticas e laboratórios de óticas para analisar os tipos de produtos que estão sendo ofertados aos consumidores. Nas inspeções sanitárias, são observadas a infraestrutura, higiene e a formação técnica do profissional.

“É importante que a compra de óculos seja realizada em um estabelecimento com licenciamento sanitário. Na compra de um óculos de sol deve ser solicitado no local a realização de um teste de proteção solar ultravioleta UVB. E na compra de óculos de grau deve seguir a mesma recomendação, pois a aquisição no comércio informal poderá causar danos irreversíveis a visão”, orienta a chefe de fiscalização da GVS, Ana Karla Fernandes.

Certificado – No Brasil, a venda de óculos de sol deve ser acompanhada de uma certificação da Associação Brasileira de Produtos e Equipamentos Ópticos (Abióptica), indicando que aquele produto oferece a proteção contra os raios solares.

Esse certificado garante ao usuário que os óculos de sol têm proteção UVA e UVB, e que a peça foi analisada para outros parâmetros, como características das lentes e determinação do grau e eixo das lentes. Caso o consumidor não encontre essa informação nos óculos, deve conversar com o vendedor e solicitar algum tipo de manual do produto ou comprovante.

Disque Denúncia – Para denúncia acerca de irregularidades nestes serviços ou se o consumidor se sentiu prejudicado com a utilização do produto, em caso de estabelecimentos fixos, detentores de CNPJ e Alvará de Localização e Funcionamento, as reclamações devem ser direcionadas a Vigilância Sanitária pelos telefones: 0800-281-4020 ou 3214-7956 ou de forma presencial na sede da Vigilância. Outro canal para recebimento de denúncia é a ouvidoria 3214-7968.

A categoria ambulante faz parte do ordenamento urbano da cidade, portanto, a denúncia deve ser direcionada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Capital (Sedurb), através do 3218-9151.

Localização – A Gerência de Vigilância Sanitária está localizada na Av. Júlia Freire, nº 783, Torre, CEP 58.040-040, João Pessoa-PB. Referência: Prédio da Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa-PB, com acesso pela Avenida Epitácio Pessoa.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Taioba Discos inaugura primeira loja física em JP com Soft Opening exclusivo

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

7c5c6b32-034e-4b1c-87c9-53518e96f3a4

Pagamento de julho dos servidores estaduais será feito nos dias 25 e 26

Pao-e-Leite-Divulgacao

Beneficiários do Pão e Leite têm até o fim de julho para atualizar cadastro

Promotoria-Sousa

MPPB expede recomendação sobre a vedação dos conselhos tutelares nas eleições

Gervásio com a prefeita Luciene e Raíssa, Brejo dos Santos

Gervásio participa de convenção que homologou chapa Luciene e Raissa em Brejo dos Santos

Bruno e Romero

Pedro diz que é mais fácil Romero manter aliança com Bruno e indicar nome do vice

Concurso, freepik 1

BNDES divulga edital de concurso com 150 vagas e salário de R$ 21 mil

Creci-PB - Fórum Sta Luzia

Em Bananeiras: Creci-PB participa de debate sobre instalação de Fórum de desenvolvimento urbano

Celest 2

Centro de Línguas Estrangeiras divulga lista de classificados para as vagas de 2024.2

Nilvan Ferreira recebe apoio de vereadora Ivonete Barros

Ivonete Barros retira pré-candidatura e anuncia apoio a Nilvan Ferreira em Santa Rita

Solânea PB

Caminhos do Frio chega a Solânea com muita cultura, música e gastronomia