Sintem acusa Ricardo de desrespeitar a Câmara com suspensão de aumento

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município (Sintem), Daniel de Assis, disse ao Parlamentopb estar preocupado com os rumos da greve dos professores diante da decisão do prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB) de suspender o reajuste de 10% aprovado na última terça-feira, 28, na Câmara. Ele também acusou o chefe do executivo municipal de faltar com respeito à Câmara:

"O prefeito desrespeitou o que foi aprovado na Câmara. O reajuste é lei. Estou surpreso com a declaração dele e só posso entendê-la como uma forma de radicalizar o movimento. Isso prova que ele não se preocupa com o magistério", disse Daniel, que foi informado da suspensão do reajuste atraves do Parlamentopb.

Ele informou que os professores vão analisar o que fazer diante da suspensão do aumento em uma assembleia que vai acontecer às 14h30 da próxima terça-feira no ginásio do Lyceu Paraibano.

Ainda de acordo com Daniel, a reunião mantida ontem com representantes do comando de greve dos professores e da Prefeitura não teve avanços: "Os auxiliares do prefeito querem que a greve acabe. E nós só voltamos ao trabalho se tivermos um reajuste superior ao que foi apresentado".
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.