Sine-JP aciona Ministério do Trabalho e pede explicações à Sadia

O coordenador do Sine de João Pessoa, Demócrito Medeiros de Oliveira, o Moca, entrou em contato com o Parlamentopb para informar que já determinou algumas providências para investigar as denúncias de assédio moral e descontos indevidos aos trabalhadores pessoenses que foram trabalhar em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, na fábrica da Sadia. Moca afirmou que já entrou em contato com a empresa solicitando informações sobre as queixas e acionou o Ministério do Trabalho para que seja realizada uma fiscalização no local.

"Ficamos surpresos com o relato publicado no Parlamentopb e já entramos em contato com a Sadia e com o Ministério do Trabalho para averiguar o que está acontecendo. Se for procedente, certamente o Ministério do Trabalho vai resolver a situação. Isso nos surpreendeu porque até agora só tínhamos notícias boas sobre a situação do pessoal que foi ao Mato Grosso. Já ouvimos mais de 20 relatos positivos", disse Moca.

A denúncia que motivou a providência do Sine foi feita no programa Tribuna Livre, da Sucesso FM, por uma paraibana que está no Mato Grosso e apelou para que o prefeito Ricardo Coutinho mandasse um ônibus para buscar os trabalhadores descontentes. Segundo ela, estão acontecendo descontos salariais indevidos, além de cobranças de serviços que haviam sido prometidos como gratuitos, a exemplo do alojamento. A violência local também foi um item citado pela trabalhadora, que se identificou apenas como Amanda.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.