Sindicato pede respeito e repudia prefeita de Bayeux por assédio moral a servidores

 

O Sindicato dos Servidores Municipais de Bayeux (SINTRAMB) divulgou nesta segunda-feira (4) nota repudiando a atitude da prefeita Luciene Gomes, que fixou no dia 1º de janeiro, após ser empossada, na entrada das Unidades de Saúde, cartazes orientando pacientes a reclamarem de mau atendimento.

Para o sindicato, os cartazes contém frases ofensivas aos funcionários, além de ameaça de demissão. Ainda segundo o Sintramb, a atitude da prefeita pode ser considerada assédio moral, também com o agravo de incitar que a população se revolte com os servidores públicos.

O sindicato ressalta que os casos de desvios de conduta no serviço público devem ser encaminhados para ouvidoria do município, assim como casos de falta de remédios, de exames, de falta de atendimento em geral.

“Defendemos o direito à saúde com dignidade para todos, o respeito e valorização dos servidores e o fortalecimento do SUS para garantir esse direito, fatos como o ocorrido não resolvem o problema e só atacam os trabalhadores e o serviço público. Depois de um ano exaustivo à frente da maior crise sanitária de nossa geração com a pandemia do coronavírus, onde temos profissionais exaustos pelo cansaço físico e psicológico, o mínimo que se poderia esperar seria reconhecimento e gratidão, não generalização de um problema pontual para criar indisposição com a sociedade.”, diz trecho da nota.

O Sintramb diz ainda que a saúde do município sofre com graves problemas estruturais, à exemplo de precarização dos locais de trabalho, falta de insumos, trabalhadores da saúde com falta de EPIs, e até mesmo falta de segurança, tendo em vista que alguns profissionais da saúde já foram agredidos e assaltados no local de trabalho. “Porém, o trato e a humanização do trabalho se faz necessário em um período pandêmico que estamos vivendo devido a Covid-19, onde com toda dificuldade do trabalhador, nenhum agradecimento houve da Prefeita”, afirma a nota.

Germana Vasconcelos, presidente do Sintramb,  afirma que vários funcionários não receberam o salário do mês de dezembro. “Inclusive, a Prefeitura descumpre liminar impetrada pelo Sindicato que contempla também os prestadores de serviço para pagar até o 5º dia útil” e estes vêm recebendo seus salários dia 10 de cada mês, afirma. A presidente ainda convida os servidores para denunciarem e procurarem apoio junto ao Sindicato. “A falta de respeito e agressão ao servidor público no local de trabalho fere os direitos constitucionais”, destaca.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.