Sindicato denuncia pagamento de diárias para esvaziar greve

O presidente do Sindicato dos Delegados da Paraíba, Isaías Olegário, disse que a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social estaria pagando uma diária de R$ 160 para os delegados plantonistas durante a greve, fato que teria o intuito de esvaziar o movimento.

Conforme Isaías, este pagamento é ilegal e o Sindicato deverá denunciar o secretário Gustavo Gominho, além do próprio governo no Ministério Público  e ao Tribunal de Contas do Estado pelo ato.  "É uma ilegalidade sem tamanho e nunca foi visto em governo algum", frisou Isaías.

O presidente do Sindicato dos Delegados  ainda considerou a proposta de aumento salarial de 5% para outubro do ano que vem, e assim mesmo condicionada à recuperação da receita, "uma vergonha". Para Olegário, o movimento está forte e, se não houver negociação, deve atingir todos os segmentos da Segurança Pública.
    
A Polícia Civil quer entregar uma proposta única à Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado da Paraíba para tentar um consenso e chegar ao fim da greve na Paraíba. 

De acordo com o presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados (Adepdel), Cláudio Lameirão, a proposta diverge um pouco da original, já que abrange reajuste a todas as categorias e retira pontos reivindicados em propostas anteriores.

Lameirão explicou que a proposta ainda não foi assinada por todos os representantes da categoria, e, caso não seja possível até final desta tarde, a entrega será transferida para a manhã desta quarta-feira, 28.

Conforme a Adepdel, a proposta para os delegados propõe um salário em torno de R$ 9,2 mil a R$ 9,5 mil até o final de 2010.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.