Servidores solicitam conserto de arcondicionado do Fórum de CG

A diretoria da ASTAJ-PB (Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários do Estado da Paraíba) encaminhou ofício ao diretor do Fórum Affonso Campos, em Campina Grande, o juiz Paulo Sandro Gomes de Lacerda solicitando o imediato conserto da central de ar condicionado do prédio ou a adoção de um horário especial de funcionamento, das 7h às 13h, até que o problema seja solucionado. A decisão do envio do ofício foi tomada depois de consulta feita aos servidores durante o expediente da última sexta-feira, 21.

Com o problema na central de ar condicionado, que está com dois dos seis compressores queimados, os servidores, juízes, advogados e a população têm sofrido com o aumento da temperatura, principalmente no horário da tarde. Em alguns setores do fórum, é possível ver servidores usando capas de processos como abanos ou ventiladores comprados por eles próprios, para amenizar o calor.

Diretores da ASTAJ percorreram os andares do prédio, alguns deles sem janelas para circulação do ar, e ouviram reclamações e sugestões dos servidores, insatisfeitos com o problema, que já se estende por mais de um ano sem perspectiva de solução. A adoção de um horário especial é semelhante à medida adotada em 2008, pela direção do Fórum Criminal de João Pessoa, que enfrentou o mesmo problema, explicou o presidente da ASTAJ. Celso Batista.

O conserto imediato da central de ar condicionado ou a mudança no horário de funcionamento visa dar maior segurança e conforto aos jurisdicionados e servidores que trabalham no fórum. A ASTAJ vai
solicitar os apoios da OAB-PB (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraíba) e da AMPB (Associação dos Magistrados da Paraíba), categorias que também vêm sendo prejudicadas.

Outra reclamação feita pelos servidores do Fórum Affonso Campos à diretoria da ASTAJ é em relação aos elevadores do prédio, já que um está quebrado e outro tem sido insuficiente para atender ao grande fluxo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.