Sérgio da SAC apresenta voto de repúdio ao PRP

O vereador Evandro Sérgio, que é filiado ao Partido Republicano Progressista (PRP), apresentou na sessão hoje na Câmara Municipal de João Pessoa, “Voto de Repúdio” à direção nacional do seu partido devido a intervenções políticas no diretório estadual, realizadas sem nenhuma  comunicação aos militantes e detentores de mandato da legenda partidária no Estado. A sua indignação, segundo o parlamentar, é devido à falta de consideração do diretório nacional que, recentemente, afastou o presidente da direção estadual, João Targino Alves, e nomeou para o cargo,  por um período de 90 dias, Maria da Luz Silva, que era presidente do PRP em Campina Grande. O “Voto de Repúdio” de Sérgio foi subscrito pelo vereador Felipe Leitão (PRP), que também não foi comunicado da mudança, da qual só tomou conhecimento através da Imprensa. Essa intervenção política no PRP ocorreu na semana passada quando o presidente Nacional do Partido, Ovasco Resende, esteve na Paraíba.

Para o vereador Evandro Sérgio essa atitude se constituiu numa falta de respeito com os vereadores do PRP de João Pessoa e com todos os integrantes do partido na Paraíba. “Como essa atitude, tivemos o nosso princípio partidário que é a igualdade, proposto pelo nosso saudoso militante Valadares, violado. Sem falar da falta de respeito e de consideração de nem sequer nos participarem dessa mudança”, disse o Sérgio. Ele ainda destacou que gostaria de saber a real razão do afastamento de João Targino e do por quê do militante Dinho, que é vice-presidente estadual do partido, não assumir a direção estadual como era de direito. “Por que  Maria da Luz Silva, que apesar de ser presidente do PRP em Campina, apóia o grupo Cunha Lima e por que não Dinho?”, questiona Sérgio.

O vereador também destacou que João Targino vinha realizando um bom trabalho junto ao diretório estadual do PRP e que seu afastamento,  determinado pela instância nacional do partido,  não tem justificativa. “Com a militância na gestão de Targino tivemos um aumento de votos dos nossos candidatos de 30, para 105 mil apenas no pleito eleitoral de 2008, além de outros avanços”, contabiliza Sérgio.

O vereador Felipe Leitão também fez questão de reforçar seu descontentamento com a atitude da direção nacional do PRP, durante  um aparte no pronunciamento de Sérgio. “Também lamento bastante esse desrespeito com nós vereadores do PRP, que fomos eleitos pelo voto popular e que representamos e defendemos os ideais do nosso partido nessa Casa Legislativa. Integramos o partido, o representamos na Câmara e precisamos ser ao menos ouvidos numa situação como essa”, reforçou Felipe.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.