Secretário: nomeação de cunhado de Paulino prova despartidarização

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, reagiu esta semana às críticas feitas por aliados do governador Ricardo Coutinho (PSB) a respeito da nomeação do delegado de Mulungu, Janduy Pereira da Silva, cunhado do ex-governador Roberto Paulino (PMDB) e pai do presidente da Câmara de Mulungu, George Pereira. Cláudio disse que a designação de Janduy se deu pelo currículo dele e não pelas ligações políticas. Para o secretário, o ato prova a despartidarização da polícia, meta apregoada pela nova gestão estadual.

– Isso vem demonstrar que não há partidarização. Temos um pouco de culpa nisso porque eu falei isso: essas pessoas estão sendo escolhidas sem a importância de partido, de política. Eu não milito no mundo político, não tenho capacidade de avaliação política porque essa não é minha praia. Vivo fora do mundo partidário. Não sei qual é o partido X ou Y. Quando essas escolhas foram feitas, as indicações não foram feitas de maneira política. Se você olhar o quadro da polícia civil, essas pessoas foram escolhidas em razão de um trabalho que já estava sendo prestado.

Ainda sobre o tema, Cláudio Lima afirmou que os representantes da polícia foram escolhidos pelos serviços prestados e ressaltou a trajetória do Coronel Euler Chaves, comandante da PM, assim como

Ao ser questionado a respeito do vínculo do delegado com o presidente da Câmara Municipal e de uma eventual interferência familiar nas decisões policiais, o secretário disse que se alguma ingerência for verificada, mudanças serão feitas.

– Isso se demonstra na prática. Se houver qualquer desvio, tem que ser trocado, sim. Em havendo uma situação destas, tem que mudar, sim. Essa colocação não é radical, não. Essas equipes vêm sendo escolhidas para apresentar resultado e isso não é para amanhã, não. Eu coloco uma pessoa no lugar, não dou condições e amanhã você tem que acabar com o crime. Não é assim, não. Tem que ter um processo de gestão. É preciso diagnosticar. Não tem lugar seguro nem para secretário e nem para alguém.

A entrevista de Cláudio Lima foi concedida à Rede Paraíba Sat.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.