Covid-19: Secretário de Saúde diz que atraso na aplicação da segunda dose não prejudica imunização

 

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, garantiu no início da tarde desta quarta-feira (14), que o atraso na aplicação da segunda dose da vacina contra o coronavírus não prejudica na imunização.

“Damos a tranquilidade aos cidadãos paraibanos, porque isso não acarreta nenhum prejuízo para o cidadão que atrasa a aplicação da segunda dose. Existem trabalhos mostrando que o distanciamento entre a primeira e a segunda dose ela não acarreta diminuição da proteção daquela pessoa. Então, 10, 20, 30 dias de retardo na aplicação da segunda dose não acarreta prejuízo para o cidadão”, afirmou o secretário de Saúde.

A declaração foi feita diante da falta de vacinas no estado, sobretudo para pessoas que atingiram o tempo de tomar a segunda dose, problema que atinge principalmente a capital paraibana.

Geraldo Medeiros destacou que a falta de doses é um reflexo da escassez de vacinas no país inteiro e também em decorrência de mudanças no cronograma do Ministério da Saúde, que foi modificado várias vezes.

“O cronograma do Ministério da Saúde foi modificado várias vezes. A projeção de recebimento de doses havia sido bem maior no mês de abril e, infelizmente, houve uma diminuição de praticamente 50%. Isso que ocasionou momentaneamente os municípios não terem a segunda dose em tempo hábil”, ressaltou.

Geraldo Medeiros lembrou que o Estado estará recebendo até sábado nova remessa de doses de vacinas contra a Covid-19. “Essa situação será normalizada brevemente”, disse.

VEJA TAMBÉM

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.