Secretário de Saúde de João Pessoa prevê que número de infectados seja 10 vezes maior

O secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, disse que os dados oficiais apresentam defasagem sobre o número real de casos de coronavírus em João Pessoa e no interior do Estado. Segundo ele, o número real de pessoas com o vírus é 10 vezes maior.

“A gente quer afirmar, categoricamente, que temos muitos casos de infectados na nossa cidade, em João Pessoa e, inclusive, muitos casos no interior do estado”, declarou em pronunciamento feito nas redes sociais na noite deste domingo (5).

 

 

Adalberto Fulgêncio disse que a tendência agora é aumentar tanto o número de notificados quanto o de confirmados e os óbitos.

“Nós estamos vivendo uma epidemia real e muita gente ainda está achando que isto não é real, que não é fato. O vírus está circulando, estamos em epidemia. Nós temos muitos casos assintomáticos, esses casos não são possíveis de notificação e nem é subnotificação. São casos que nem a própria pessoa sabe que está infectada. E alguns casos da doença, considerados leves, que os sintomas são parecidos com uma gripe comum, não são notificados porque sequer vão aos serviços de saúde. Além disso, os casos que vão para os serviços de saúde, também, as vezes, são subnotificados. Portanto, a soma dos casos não notificados com os casos subnotificados é muito grande, o que significa dizer que os dados oficiais têm uma defasagem no tempo, nesse sentido”, ressaltou.

O secretário destacou a importância de se manter o isolamento social. “Mantenham o distanciamento social. Se nós não tivessemos mantido, como a gente está mantendo, teria explodido. Mesmo assim, as mortes de colegas, amigos, de parentes, já sinalizam claramente que há um processo de transmissão comunitária muito forte na nossa cidade”, alertou.

 

Comentários