Secretaria de Saúde nega oferta para comprar prédio do Hospital Santa Paula

A Secretaria de Saúde do Estado negou, em nota divulgada nesta sexta-feira (7), qualquer interesse na aquisição do prédio do Hospital Santa Paula. De acordo com matéria publicada ontem (6) no site O Antagonista, o hospital da família do ministro da Saúde Marcelo Queiroga foi reativado com recursos públicos e colocado à venda. Ainda segundo a reportagem, o próprio governo da Paraíba estaria negociando a compra do imóvel.

“O Governo da Paraíba reforça que não foi ofertado o prédio para compra, tampouco tem interesse em sua aquisição, uma vez que iremos construir o Hospital da Mulher, que será a maior e mais ampla unidade hospitalar materno-infantil do estado”, diz trecho da nota.

A secretaria diz ainda que em abril do ano passado, com a necessidade de encontrar espaço adequado para comportar a demanda para ampliação de leitos previstos no Plano Estadual de Contingência de Combate ao Novo Coronavírus na 1ª macrorregião de saúde, o Governo da Paraíba alugou o prédio onde funcionava o Hospital Santa Paula.

“O prédio foi escolhido por ter estrutura física adequada às necessidades de ampliação de leitos e ainda em bom estado de conservação, necessitando de poucas intervenções de reparo e reforma. A obra de manutenção e adaptação na estrutura física do Hospital abrangeu uma área de 1.545,60 m², durou 40 dias e teve um custo de R$ 1.276.806,25.”, afirma na nota.

Veja íntegra da nota da Secretaria de Saúde:

“Sobre matéria veiculada nesta quinta-feira (6) no site Antagonistas, a Secretaria de Saúde da Paraíba vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1- Em abril/2020, com a necessidade de encontrar espaço adequado para comportar a demanda para ampliação de leitos previstos no Plano Estadual de Contingência de Combate ao Novo Coronavírus na 1ª macrorregião de saúde, o Governo da Paraíba alugou o prédio onde funcionava o Hospital Santa Paula.

2- O prédio foi escolhido por ter estrutura física adequada às necessidades de ampliação de leitos e ainda em bom estado de conservação, necessitando de poucas intervenções de reparo e reforma. A obra de manutenção e adaptação na estrutura física do Hospital abrangeu uma área de 1.545,60 m², durou 40 dias e teve um custo de R$ 1.276.806,25.

3-O Hospital está em pleno funcionamento, com 150 leitos para atendimento às vítimas da covid-19.
A Secretaria de Saúde ressalta, ainda, que também não teria como prever que o genro da proprietária do imóvel assumiria o cargo de Ministro da Saúde, 10 meses após a locação do imóvel.

4- O Governo da Paraíba reforça que não foi ofertado o prédio para compra, tampouco tem interesse em sua aquisição, uma vez que iremos construir o Hospital da Mulher, que será a maior e mais ampla unidade hospitalar materno-infantil do estado.”

Queiroga nega relação com a gestão do hospital

O ministro Marcelo Queiroga, disse ontem, durante depoimento na CPI da Covid, no Senado, não ter qualquer relação com hospital da família. “Não tenho nenhum tipo de relação com a gestão do hospital”, afirmou.

“Meu sogro tinha um hospital chamado Hospital Santa Paula, esse hospital estava alugado ao estado da Paraíba, já há algum tempo, muito antes de eu assumir a minha condição de ministro”, declarou.

VEJA TAMBÉM

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.