Seap seleciona reeducandos e egressos para cursos técnicos no IFPB

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), por meio da Gerência Executiva de Ressocialização, abriu seleção de reeducandos dos regimes aberto, livramento condicional e pessoas egresas do sistema prisional, para ingressarem nos cursos de Eletricista Predial e Residencial, Informática Básica e Empreendedorismo. A ação faz parte do Projeto Alvorada e as aulas terão início em abril. Serão cinco meses de formação e três meses de estágio.

Para isso, o Governo do Estado, por meio da Seap, firmou Termo de Cooperação Técnica com o Instituto Federal da Paraíba (IFPB), campus João Pessoa, para capacitar jovens – homens e mulheres. A capacitação acontecerá no período de abril a novembro deste ano. Após a seleção, quem for matriculado nos cursos terá direito a uma bolsa mensal no valor de R$ 878,70 e no término da capacitação outra bolsa no valor de R$ 250,00 para aquisição de ferramentas de trabalho.

As inscrições são realizadas, preferencialmente às segundas e quartas-feiras, na Gerência de Ressocialização, 5º andar da Seap, no Centro Administrativo do Estado, bairro de Jaguaribe, João Pessoa. O pré-requisito básico para participar do curso é saber ler e escrever (ensino fundamental incompleto). Após a inscrição, no mês de março, o candidato será submetido a uma entrevista e avaliação sobre o básico de leitura e escrita.

Na avaliação do secretário de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, o Governo do Estado, por meio da Seap, dá mais um passo importante na política de reinserção social proporcionando inclusive capacitação profissional a egressos e reeducandos. “O Projeto Alvorada é um projeto de inclusão social e coincide com a política de governo do nosso governador João Azevêdo, que é a de dar oportunidade para os nossos reeducandos e, sobretudo, para os egressos. Temos certeza que essa parceria com o IFPB irá gerar vários frutos positivos; estaremos dando oportunidade a essas pessoas a resgatarem a sua cidadania voltando para o mercado de trabalho. Então será muito positivo também para a sociedade em geral”, ressaltou.

A gerente executiva de Ressocialização da Seap, Ziza Maia, afirmou que o momento é de chamamento e aqueles que tiverem interesse devem se dirigir à Gerência de Ressocialização para a inscrição e serem submetidos a entrevista e testes. Caso as vagas não sejam preenchidas com egressos, reeducandos dos regimes aberto e semiaberto e da liberdade condicional, havendo interesse, poderão realizar inscrição. Ela adiantou que será inscrito um número superior à oferta de vagas para que a gerência abasteça seu banco de dados.

O professor Franklin Garcia Figueiredo, coordenador geral do Projeto Alvorada, desenvolvido em parceria com IFPB e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), afirmou que “a escolha do curso foi justamente para dar uma certa autonomia ao reeducando e ao egresso, que tanto poderá buscar trabalho no campo formal como atuar como profissional autônomo. O IFPB disponibilizará uma equipe que acompanhará os alunos. São professores, psicólogos, assistentes sociais, coordenador geral e pedagógico, com toda assistência para que eles iniciem e concluam a capacitação.

Na fase do estágio, o IFPB fará contatos com ONGs e empresas visando absorver a futura mão de obra. “A gente vai ajudar com a qualificação e com isso eles terão melhores chances de serem inseridos no mercado de trabalho”, pontuou o professor Franklin.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.