Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Saúde alerta sobre importância do esquema vacinal que previne a meningite

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Como parte do programa preventivo do Sistema Único de Saúde (SUS), a Prefeitura de João Pessoa oferta nas Unidades de Saúde da Família (USF), Policlínicas e Centro Municipal de Imunização, a vacina que previne contra meningite tipo C e ACWY. O sorogrupo, representado nas letras que denominam os tipos de meningite, retrata as diversas categorias de bactérias que causam a doença. A principal forma de prevenção é por meio da vacinação.

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave e pode levar ao óbito. “A prevenção por meio da vacinação é importante, porque há um risco de contrair meningite entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade”, explicou Fernando Virgolino, enfermeiro e Chefe da seção de Imunização da Prefeitura.

Na programação vacinal de rotina, a proteção à meningite acontece com doses na infância, aos 3, 5 e 12 meses de idade, com um reforço na adolescência, aos 11 e 12 anos. “As duas vacinas são ofertadas pelo SUS em faixas etárias diferentes, por isso é muito importante os pais e responsáveis se atentarem ao tempo de aplicação de cada dose e ao retorno aos serviços de saúde dentro do prazo da dose de reforço ou complementar, para completar o esquema de imunização e garantir a proteção desse grupo”, completou.

No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica. Casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no outono-inverno e das virais, na primavera-verão.

Dados – De acordo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SinanNet) do Ministério da Saúde (MS), entre 2019 e 2021 foram 24 casos confirmados de meningites em João Pessoa e oito óbitos.

No Brasil, entre 2007 e 2020, foram notificados 393.941 casos suspeitos de meningite. Destes, foram confirmados 265.644 casos de várias etiologias, sendo a meningite viral mais frequente (121.955 casos), seguida pela etiologia bacteriana (87.993 casos). Destas, as mais frequentes foram: meningites por outras bactérias (40.801 casos); doença meningocócica (26.436 casos); meningite pneumocócica (14.132 casos); meningite tuberculosa (4.916 casos) e meningite por H.influenzae (1.708 casos).

Ainda, de acordo com o levantamento, no período de 2007 a 2020, os sorogrupos mais frequentes foram o C (8.811 casos); B (2.662), W (815 casos) e Y (215 casos). Observou-se ocorrência de 5.581 óbitos, resultando em uma taxa de letalidade total de 21% e, no período da análise, variou entre 20% e 24%.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada