Sandra Marrocos organiza jantar de solidariedade a Erundina

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) está organizando um jantar de adesão em solidariedade à deputada federal Luíza Erundina (PSB-SP). O evento será realizado no dia 18 deste mês, às 19 horas, na Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal, no Altiplano Cabo Branco. Quem quiser participar, terá que desembolsar R$ 100. Os convites ainda não estão prontos e devem ser entregues pela gráfica na próxima semana.

Para justificar o evento, Sandra alegou que Erundina foi injustiçada: "Ela é uma grande representante da Paraíba e foi penalizada por ter sido solidária aos trabalhadores. Em São Paulo, há vários escândalos de corrupção e não vemos os culpados serem punidos. Erundina, ao contrário, não agiu de maneira ilegal. Ela foi correta e agora tem que vender um apartamento para pagar a multa. Nós queremos ajudar e estamos organizando esse jantar para ela", disse.

Erundina tem até meados do ano que vem para devolver aos cofres municipais cerca de R$ 350 mil. Ao contrário de muitos de seus antecessores, Erundina não está sendo acusada de desvio de dinheiro, fraude em licitações ou superfaturamento de preços. Seu crime foi ter impresso cartazes explicando à população que os ônibus municipais de São Paulo não circulariam nos dias 14 e 15 de março de 1989 em apoio a uma greve geral convocada pela Central Única dos Trabalhadores e Central Geral dos Trabalhadores.

A greve havia sido convocada em protesto contra o "Plano Verão", uma das últimas tentativas do então presidente José Sarney de salvar o Plano Cruzado. A ação, que corre há mais de 20 anos, foi encerrada. Não cabe mais recurso à ex-prefeita.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.