Salomão denuncia ingerência de André Gadelha na Polícia Militar

O ex-prefeito de Sousa, Salomão Gadelha (PMDB), que disputa uma vaga a deputado estadual nas eleições de outubro, denunciou hoje em seu microblog no Twitter que estaria acontecendo ingerência do ex-vice e atual candidato a deputado estadual André Gadelha (PMDB) na Polícia Militar local. Segundo ele, um comício chegou a ser interrompido pelo Major Campos, sob ordens de André:

"Ontem, diferentemente dos outros, tive meu comício interrompido pela Polícia Militar da Paraíba, de forma arbritária, configurando abuso. A arbitrariedade e o abuso da PM causaram sério constrangimento a todos e grave prejuízo à minha campanha. Antes de "tuitá", tive o cuidado de telefonar pra o meu amigo Prof. Job, coordenador da campanha de Zé Maranhão aqui em Sousa. Relatei os acontecimentos ao Prof. José Job, que, de forma prudente, recomendou-de uma conversa com o Major Campos, comandante da PM/Sousa. O Major Campos minimizou os fatos, dizendo apenas "fique tranquilo, fique tranquilo"… "Amanhã lhe procurarei". Respondi que precisava de uma posição firme e objetiva, já que vou fazer dois comícios hoje. E ele (Major Campos) sempre se esquivando. Desliguei o telefone. Em seguida liguei de novo pra o Major Campos e disse-lhe que estava avisando que iria "tuitá". Nervoso, pediu que não. No segundo telefonema, o Major Campos pediu pra eu não "tuitá", pq nada mais aconteceria em meus comícios. No segundo telefonema, o Major Campos disse: "Tá tudo resolvido. Estive com André há 20 minutos e conversei com ele".

Salomão concluiu seu relato assim: "Pasmem!!! O Major Campos completou: "qualquer coisa, você fale com André". Disse ao Major: "André não é comandante geral da PM". Desliguei.  Absurdo!!! O Major Campos, ficou claro, está em sintonia com o candidato André. Reitero: PM não pode está em conluio com candidato algum".

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.