Romero Rodrigues assina ordem para pavimentação do Complexo Jurídico

Com a presença das principais autoridades do Poder Judiciário local, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, assinou na manhã desta quinta-feira (21), no Fórum Afonso Campos, a Ordem de Serviço para as obras de pavimentação do Complexo Jurídico da cidade.

Além da pavimentação, quatro imóveis foram desapropriados para abertura de uma nova via de acesso ao complexo, no qual estão instalados os fóruns das Justiças Estadual, Federal, Trabalhista, Eleitoral e o prédio do Ministério Público. No setor ainda funcionam dezenas de escritórios de advocacia e uma universidade particular. O ato de assinatura, marcado pela informalidade, foi prestigiado ainda por secretários municipais e vereadores.

Serão pavimentadas dez ruas, no entorno do Complexo Judiciário de Campina Grande. O investimento na pavimentação será de R$ 800 mil. O prazo de entrega está previsto para ser entre 90 a 120 dias.

O prefeito esclareceu que a obra já representa a aplicação dos recursos de 2013 do IPTU. “Problema de dinheiro não vai ter, mesmo porque com o IPTU, até o final da tarde de ontem, nós já havíamos arrecadado cerca de R$ 800 mil. A construtora responsável pela obra poderá trabalhar tranqüila, sabendo que não vai levar nenhum calote”, garantiu.

Em relação à desapropriação das casas, o valor financeiro desta iniciativa é da ordem de R$ 240 mil. Para tanto, aconteceu a avaliação mercadológica dos imóveis, localizados na Travessa Prudente de Morais. Esta medida vai possibilitar, entre outros benefícios, a interligação da Avenida Assis Chateaubriand com a Rua 24 de Maio.

Elogiaram a iniciativa da PMCG a juíza Ana Cristina Penazzi (diretora do Fórum Afonso Campos), a juíza Maria Iris Diógenes Bezerra (diretora do Fórum da Justiça do Trabalho), o juiz Bruno Teixeira (Justiça Federal) e o juiz eleitoral Ruy Jander Teixeira.  Segundo os juízes, a PMCG concretiza uma antiga expectativa da classe jurídica campinense, além de beneficiar a comunidade em geral.

“De fato, finalmente teremos a concretização desta obra tão esperada pelos profissionais e autoridades do setor jurídico, mas também, e especialmente, pelas pessoas em geral que necessitam da prestação jurisdicional e residem nesta área onde fica situado o nosso complexo”, afirmou a juíza Ana Cristina Penazzi.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.