Romero homenageia a UFCG que comemora 10 anos de instalação

O deputado federal e engenheiro Romero Rodrigues destacou em entrevista à imprensa a importância da Universidade Federal de Campina Grande que está comemorando 10 anos de fundação, salientando “o empreendedorismo e a competência dos paraibanos à frente dessa instituição de ensino”.

O deputado salienta também a “justa homenagem que a Câmara Municipal de Campina Grande presta ao reitor Thompson Mariz ao conceder a Cidadania campinense a sua dinâmica e respeitável pessoa”.

O parlamentar recorda que a UFCG foi criada no dia 9 de abril de 2002, com quatro campi universitários, 29 cursos de graduação, dois doutorados e sete mestrados. Contava com 7.770 alunos, 750 professores e 1.500 técnico-administrativos; oferecia cerca de 1.610 vagas no vestibular e dispunha de uma infraestrutura – salas de aulas, bibliotecas, acervo bibliográfico e laboratórios – reconhecidamente sucateada.

Em pouco mais de três anos, após sua criação, em 2005, foram implantados os campi de Cuité e Pombal, com dez cursos, 156 professores e 85 técnicos. Ainda, nessa primeira fase do seu projeto de expansão, foi criado o campus de Sumé, com sete cursos, 80 professores e 45 servidores.

A instituição tem, hoje sete campi – três a mais do que tinha em 2002 –, sendo eles: campus de Cuité, campus de Pombal e campus de Sumé. Em termos de número de localidades assistidas, um crescimento de 75%. O corpo docente tem atualmente 1.359 professores, o que significa um incremento de 81,2%. Temos 17.000 alunos de graduação, o que representa uma ampliação de 126,7% do nosso corpo discente. Tem 2.015 alunos de mestrado e doutorado, que configura 210% de aumento. A Universidade Federal de Campina Grande tem hoje 67 (sessenta e sete) cursos de graduação, 8 (oito) cursos de doutorados e 20 (vinte) cursos de mestrados.

Com o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) foram contratados mais 171 professores, 143 servidores e criados 30 cursos de graduação.

Foram investimentos na ordem de R$ 40 milhões que, somados aos R$ 38 milhões da instalação dos três novos campi, repercutiram socioeconomicamente em sete cidades-sede.

Ao completar uma década de criação, a UFCG oferece 4.765 vagas de acesso pelo Enem, conta com 19.000 alunos em seus 75 cursos de graduação e 1.420 professores e 1.557 técnico-administrativos.

Hoje dispõe, quase em sua totalidade, de salas de aula climatizadas e equipadas com recursos audiovisuais, acervo bibliográfico atualizado e laboratórios modernizados, nos sete campi.

Políticas de assistência estudantil, com programas voltados a reduzir as desigualdades socioeconômicas entre os graduandos, vêm contribuindo para a melhoria do desempenho acadêmico. São oferecidas quase quatro mil bolsas acadêmicas, quatro mil refeições gratuitas e 600 vagas para residentes que, até o final deste ano, chegarão a mil.

De 2002 a 2012 vários feitos acadêmicos e científicos dos alunos, professores e pesquisadores foram traduzidos em premiações e condecorações que elevaram o nome de Campina Grande, da Paraíba e do Brasil.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.