Romero cobra ao Governo Federal apoio para o Porto Seco de Campina Grande

O deputado federal Romero Rodrigues (PSDB/PB) em nome da população paraibana está solicitando do Governo Federal providências para a instalação de um Porto Seco na Rainha da Borborema, objetivando a recepção e redistribuição de cargas da região de Campina Grande. Essa medida acomodará em um só local o descarrego de distribuição de produtos procedentes de várias partes do país para abastecer o comércio e a indústria desta cidade e região, desafogando o pesado tráfego em áreas centrais da cidade.

Assinalou que é indispensável a participação do Governo Federal, no sentido de possibilitar a instalação do empreendimento. Destacou que é preciso firmar parceria através de convênio com o Governo do Estado da Paraíba e a Prefeitura Municipal de Campina Grande no sentido de possibilitar a instalação de Porto Seco na cidade.

Recorda que, quando deputado estadual lutou na Assembleia Legislativa da Paraíba reivindicando o envio de solicitação à Presidência da República, ao Governador do Estado, ao prefeito de Campina Grande e as direções da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Associação Comercial e Câmaras de Dirigentes Lojistas da cidade, para a concretização do empreendimento, e agora como Deputado Federal reforço a nossa justa solicitação.

Disse Romero que são investimentos necessários diante do crescimento da cidade. Campina Grande, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 385.213 habitantes, possuindo área territorial de 620,628 km². O município é conhecido pela pujança e pela criatividade de seu povo, aliado a isso, Campina Grande polariza uma região composta por mais de um milhão de habitantes e que congrega quase 60 municípios do chamado Compartimento da Borborema, cuja população se utiliza da excelência dos seus serviços.

Campina Grande possui também vocação comercial e industrial. É lá que está localizada uma das maiores unidades da Coteminas, maior indústria têxtil do país, e a unidade da Alpargatas responsável pelas Sandálias Havaianas, exportadas para todo o mundo, e grandes atacadistas de eletrodomésticos, estivas e cereais.

Ainda, a perspectiva de produção de petróleo no sertão da Paraíba, município de Sousa, coloca Campina Grande em posição de destaque para o acolhimento das empresas que irão se instalar com esse propósito. Eqüidistante dos principais grandes centros e capitais do Nordeste do Brasil, a localização de Campina Grande é privilegiada. Possui acesso por rodovias amplas e bem conservadas, além de um aeroporto que atende as necessidades básicas para o transporte de passageiros e cargas.

Há tempos, porém, a cidade ressente-se de uma grande obra estruturante, de um grande investimento, seja ele público ou privado, que gere emprego e renda e traga mais desenvolvimento econômico e social para toda a região.

Romero Rodrigues assinala que a implantação de um Porto Seco em Campina Grande será da maior importância para o crescimento não só do município, como para o desenvolvimento de todo o Estado da Paraíba. Campina Grande está próxima das reservas minerais, possui mão-de-obra qualificada e por fim o recém implantado sistema de gás natural, o que ocasiona menor custo à produção, ou seja, existem condições concretas e propicias para a consolidação deste novo pólo, cabendo aos Poderes Públicos acompanharem, auxiliarem e estruturarem este processo em suas respectivas competências.

Acredita Romeo Rodrigues que, com esse empreendimento serão atraídas novas empresas para Campina Grande e para a Paraíba como um todo. A visão de futuro expressa em termos qualitativos e prospectivos, os objetivos enquanto intenções de mudança e as orientações estratégicas consubstanciadas em opções sobre sistema de atividades e posicionamento são apontadas para um horizonte de longo prazo, visto estarmos a falar de um horizonte prospectivo e não de um termo de programação.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.