Rodrigo alfineta adversários e diz que chapa do PMDB só apóia Dilma

O Partido dos Trabalhadores (PT) inaugurou na noite de ontem o Comitê Central "Dilma Presidente", que passa a funcionar a partir de hoje na Praça da Independência, em João Pessoa. O evento contou com a presença do governador José Maranhão (PMDB), candidato à reeleição pela Coligação "Paraíba Unida". O candidato a vice-governador na chapa majoritária, deputado estadual Rodrigo Soares, que é presidente do PT da Paraíba e coordenador da campanha de Dilma no Estado, foi o anfitrião da noite.

Rodrigo destacou que o comitê servirá de ponto de encontro da militância petista e dos partidos aliados, que poderão usar o espaço para pegar material de divulgação dos candidatos e se reunir com o objetivo de discutir os rumos da campanha no Estado. Ele enfatizou também que o objetivo do comitê é eleger Dilma presidente e para viabilizar o seu projeto nacional de governo, além de trabalhar para a reeleição de Zé Maranhão, aliado de primeira hora do presidente Lula e da ex-ministra.

“A vitória de Dilma tem que ser acompanhada pela vitória de José Maranhão ao Governo da Paraíba, de Vital Filho e Wilson Santiago para o Senado Federal e de nossos candidatos a deputado estadual e federal. Porque não basta dar a vitória à nossa futura presidenta, temos que garantir a governabilidade de seu futuro governo”, frisou Rodrigo.

O petista destaca ainda que o partido está com o governador Maranhão porque apoia o projeto de “reconstrução da Paraíba” e, principalmente, porque o governador “é um candidato de apenas uma candidata à Presidência da República”. “Aqui neste palanque só há espaço para um candidato a presidente”, alfinetou, fazendo referência aos adversários que anunciaram apoio a dois nomes diferentes na corrida presidencial.

Maranhão, em seu discurso, seguiu a mesma linha de Rodrigo e afirmou que um palanque que tem dois candidatos a presidente, no final das contas, não tem nenhum. “São aproveitadores que agem duplamente para se beneficiar. Eu, diferente destes, sigo a coerência de quem vota no presidente Lula desde o segundo turno de 1989 e por isto estou fechado com Dilma. E é em nome desta história que tenho a honra de ter um petista ao meu lado na chapa majoritária”, declarou o peemedebista.

Maranhão enfatizou a importância do voto consciente e lembrou que foi ele quem retomou o projeto de reconstrução da Paraíba. “Em 18 meses nós fizemos mais do que o meu antecessor em mais de seis anos. Somos o estado brasileiro que está mais adiantado nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento e temos que dar continuidade ao processo de crescimento que está em curso”, concluiu.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.