Ricardo Coutinho vai pedir a Coriolano que desista da disputa para deputado

Cláudia Carvalho

Diz o ditado que água mole em pedra dura tanto bate até que fura. A máxima se aplica às queixas feitas por toda sorte de aliados – de primeira e de última hora – ao prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB) por causa da inserção do irmão, Coriolano, como pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2010. Segundo informou uma credenciada fonte do PSB paraibano, pressionado por nomes como Efraim Morais (DEM), Armando Abílio (PTB) e Inaldo Leitão, que se sentiam acuados pela consanguínea e inevitável predileção do prefeito por "Cori", eles fizeram reclamações diretas e indiretas e acabaram convencendo o socialista que, em nome de um projeto maior, a luta pelo Governo do Estado em 2010, Coriolano deverá sair da corrida por uma vaga na Câmara Federal.

Assim, sem um candidato privilegiado para deputado federal, o provável postulante ao Governo pelo PSB poderá dialogar com mais flexibilidade com outras lideranças e deixará os aliados satisfeitos com a capacidade de entender as dificuldades que lhe apresentaram nas últimas semanas.

A conversa de Ricardo Coutinho com Coriolano para tratar da retirada da candidatura do superintendente da Emlur deve acontecer ainda esta semana. Pelo que informou a fonte socialista, Coriolano ainda não foi informado do pensamento do irmão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.