Reforma de apartamentos da Câmara custa R$ 65 milhões

Uma reforma que custará no final cerca de R$ 65 milhões está remodelando apartamentos funcionais da Câmara dos Deputados. Ao custo de aproximadamente R$ 400 mil por unidade, ela dará em breve a parlamentares moradias com duas suítes, escritório, sala ampla e lavabo na quadra 302 da Asa Norte da capital federal. Ao final, o valor do imóvel será de R$ 2,5 milhões, sem possibilidade de venda.

Cada apartamento funcional, de acordo com a Quarta Secretaria da Câmara, tem aproximadamente 225 metros quadrados e duas vagas na garagem. O UOL Notícias teve acesso a duas moradias de parlamentares: uma que está vazia há alguns anos e ainda carece de reformas e outra que, assim como outras 47, está em fase final de remodelação, com previsão de entrega em algumas semanas.

A principal diferença entre os apartamentos antigos e os novos é a criação de uma suíte extra. Mas há também mudanças importantes, como a troca do piso de madeira por um de porcelanato – a cerca de R$ 50 o metro quadrado. As velhas persianas foram trocadas por janelas com mecanismos para tapar o sol. Na cozinha, os azulejos deram espaço ao granito. Novos boxes foram colocados nos banheiros.

Na reforma dos 48 apartamentos na quadra 302, iniciada há quase três anos, a Câmara trocou a fiação elétrica, portas, pisos e transformou o escritório do projeto original em uma suíte. A expectativa da Coordenadoria de Habitação é de que outras 96 moradias sejam entregues em agosto. Apartamentos de outras quadras também serão reformados após uma licitação nos próximos meses.

Mais de 400 moradias em Brasília – Há 432 moradias de parlamentares espalhadas por Brasília desde a década de 70. Além dessas, a Câmara administra outras 30 habitações de reserva técnica – destinadas a funcionários de carreira em posições chave no Congresso Nacional. Muitos deputados, no entanto, preferem viver em flats, por passarem poucos dias na cidade ou por terem deixado suas famílias em seus Estados.

Depois que for concluída a reforma, a Câmara fornecerá eletrodomésticos aos deputados, como geladeira, fogão e máquina de lavar roupas. Ainda não há apartamentos para os 513 deputados, mas uma etapa posterior do processo de reforma deve dividir moradias já existentes e pouco utilizadas para que todos os parlamentares possam ter um apartamento funcional se quiserem.

UOL

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.