PT mineiro se articula para cobrar de Dilma espaço no 1º escalão do futuro governo

Incomodado com o fato de nenhuma liderança do partido integrar a bolsa de apostas para o futuro ministério do governo Dilma Rousseff, o PT mineiro se articula para cobrar da presidente eleita espaço no primeiro escalão. Petistas mineiros lembram que o diretório estadual se sacrificou em favor da aliança nacional com o PMDB ao ceder a cabeça de chapa na eleição estadual para o ex-ministro das Comunicações, Hélio Costa.

Ao mesmo tempo, reivindicam reconhecimento pela vitória de Dilma no segundo colégio eleitoral do País, onde obteve 1,7 milhões de votos a mais do que José Serra (PSDB) no segundo turno. “É uma preocupação que nós temos. Achamos, pela importância do Estado, que é inaceitável que Minas não esteja presente no ministério da presidenta mineira”, disse hoje (15) o presidente do PT-MG, Reginaldo Lopes. “O PT de Minas deu uma bela vitória a Dilma.”

Uma comissão do PT-MG se reunirá no início da noite de hoje para discutir as “expectativas” do diretório na transição do governo federal.

Estadão

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.