PT de João Pessoa repudia tratamento da Sedurb a ambulante no Roger

A Executiva Municipal do PT de João Pessoa emitiu nesta quinta-feira uma nota de repúdio “às agressões e truculência cometidas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio de agentes da Secretaria de Desenvolvimento e Controle Urbano (SEDURB), para com o trabalhador ambulante que se encontrava vendendo frutas nas ruas do bairro do Róger”.

O rapaz ficou desesperado na manhã de ontem quando seu carrinho de verduras foi apreendido pelos agentes e colocado em cima de um caminhão. Moradores disseram que ele teria sido agredido com um golpe de cassetete e depois disso sofreu convulsões, tendo sido levado ao Hospital de Emergência e Trauma da capital. Já o secretário Zenedy Bezerra informou que o vendedor teria caído do caminhão quando tentava retirar de lá seu carrinho e se machucou sozinho.

O episódio se deu na rua Juiz Gama e Melo, a principal do Róger, onde o vendedor costumava comercializar seus produtos. O rapaz, conhecido apenas como Wellington, teve alta hoje à tarde.

NOTA DE REPÚDIO À PREFEITURA DE JOÃO PESSOA

A Executiva Municipal do Partido repudia veementemente às agressões e truculência cometidas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio de agentes da Secretaria de Desenvolvimento e Controle Urbano (SEDURB), para com o trabalhador ambulante que se encontrava vendendo frutas nas ruas do bairro do Róger.

O PT entende que não é usando a força, a truculência e beirando a barbárie que a situação dos ambulantes será resolvida. É preciso respeitar o direito e o esforço desses trabalhadores por sobrevivência e dignidade. Entende, também, que deve haver um diálogo entre Prefeitura, Câmara Municipal e Associação dos Ambulantes para que se chegue a uma política de ordenamento do espaço público de forma a não prejudicar os trabalhadores e a população, onde o respeito à dignidade humana venha antes de qualquer outro interesse.

O Partido dos Trabalhadores repudia veemente a violência sofrida pelo vendedor ambulante e a forma intolerável como o secretário, Zennedy Bezerra, vem administrando a SEDURB. O Partido solicita a imediata exoneração do secretário e reafirma o seu compromisso e luta para que todas e todos tenham o direito de viver dignamente, sem se sentirem ameaçados no seu trabalho e no seu cotidiano.
A política municipal de controle urbano não pode servir como mecanismo de repressão e perseguição aos mais pobres.

João Pessoa, 28 de novembro de 2019.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.