PT de Campina Grande apura 80% dos votos e aponta segundo turno

Campina Grande – O Processo de Eleição Direta para escolha do novo diretório do Partido dos Trabalhadores em Campina Grande foi marcado por várias denúncias de compra de votos e corrupção eleitoral com a cooptação de eleitores que teriam recebido em troca do apoio, camisas, dinheiro e empregos.

Com 8 das 10 urnas apuradas até a manhã desta segunda-feira, a tendência é que haja segundo turno para escolha do novo presidente. O atual secretário de Planejamento da Prefeitura Municipal de Campina Grande, Alexandre Almeida, obteve 600 votos, o vereador Perón Japiassú, estava com 307 votos, o médico Renato Gadelha com 194 e o sociólogo Raimundo Cajá, com 160 votos.

Em entrevista durante a apuração, o vereador Perón disse que está feliz com o fato de disputar o segundo turno e volto a apontar a corrupção eleitoral do PED 2009.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.