PSOL critica exclusão de alunos da 3ª série do acesso a tablets

O presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou hoje pela manhã o anúncio da Secretaria de Educação do Estado de que os alunos da 1ª série do Ensino Médio da rede estadual receberão 26.400 tablets para auxiliar em sua aprendizagem. “A decisão pelos tablets para as escolas pode ser um avanço, mas deixar duas séries do Ensino Médio de fora do acesso a esses equipamentos é preocupante”, ponderou.

Para o presidente estadual do PSOL, que é professor, os professores e alunos da rede estadual não foram chamados para ajudar na questão da distribuição dos tablets. “Deixar os alunos da 3ª série do Ensino Médio sem o acesso aos tablets me parece um contrassenso. Esses estão na fase final do Ensino Médio e tem desafios próprios como a competição por uma vaga na universidade, além da necessidade de se conectar para aprimorar seus estudos”, afirmou.
 
Fabiano Galdino defendeu que as escolas tenham autonomia para administrar o uso dos tablets. “Uma vez verificada a impossibilidade econômica de adquirir tablets suficientes para todos os alunos da rede estadual, seria razoável que a Secretaria de Educação deixasse a critério da autonomia escolar decidir como fazer a distribuição desses equipamentos”, declarou, acrescentando que, exatamente por serem equipamentos adquiridos com recursos públicos, esses tablets não poderão ser exemplos de discriminação”, comentou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.