PSB Nacional responde que não faz objeção à desfiliação de Manoel Júnior

O advogado Carlos Roberto Siqueira de Barros, primeiro-secretário nacional do PSB, protocolou na última segunda-feira, 28, uma resposta junto ao Tribunal Superior Eleitoral na ação declaratória de justa causa impetrada pelo deputado federal Manoel Júnior para se desfiliar da sigla. Manoel explicou ao TSE que pretende se filiar à nova legenda ainda em fase de criação, o PSR e por isso, quer deixar o PSB sem prejuízo do seu mandato.

"Nos termos do que foi decidido pela Direção Nacional do Partido e cumpridas as exigências legais, não há objeção aos argumentos expostos pelo requerente, por parte do Partido Socialista Brasileiro, cabendo à Justiça Eleitoral o exame da legalidade do ato", diz a resposta de Siqueira de Barros.

Manoel Júnior discorda da decisão do PSB de ter candidato próprio ao Governo e, assim como os demais deputados socialistas, pretende deixar o partido sem ter que sofrer uma ação de infidelidade partidária que poderia custar seu mandato. Na Paraíba, Ricardo Coutinho, presidente estadual da legenda, ameaça recorrer à Justiça para requerer os mandatos dos dissidentes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.