Prisão temporária de 10 envolvidos na Operação Famintos é prorrogada

O juiz federal da 4ª Vara, Vinicius Costa Vidor, prorrogou por mais cinco dias o prazo de prisão temporária de 10 suspeitos de envolvimento nos fatos apurados pela Operação Famintos. São eles:

FLÁVIO SOUZA MAIA
FREDERICO DE BRITO LIRA
HELDER GIUSEPPE CASULO DE ARAÚJO
JOSÉ LUCILDO DA SILVA
KÁTIA SUÊNIA MACEDO MAIA
LUIZ CARLOS FERREIRA BRITO LIRA
MARCO ANTONIO QUERINO DA SILVA
SEVERINO ROBERTO MAIA DE MIRANDA

Além deles, IOLANDA BARBOSA DA SILVA e GABRIELLA COUTINHO GOMES PONTES também deverão permanecer em prisão domiciliar pelo mesmo período. Também fica mantida a medida cautelar de proibição de manter contato com os demais investigados ou com pessoa que seja de interesse da investigação até o término de suas restrições de liberdade.

Já em relação aos investigados ARNÓBIO JOAQUIM DOMINGOS DA SILVA, RENATO
FAUSTINO DA SILVA e ROSILDO DE LIMA SILVA, não houve pedido de prorrogação e eles devem ser postos em liberdade.

Para prorrogar a prisão dos suspeitos, o juiz federal alegou que há a necessidade de catalogação dos documentos apreendidos, de conferência dos aparelhos celulares e eletrônicos e de sua correspondência com aqueles que vinham sendo utilizados pelos
investigados, de rastreamento dos equipamentos e documentos não localizados inicialmente,
além da consolidação das informações prestadas nos depoimentos.

Vidor acrescenta: “Enquanto não concluída esta etapa preliminar, a prisão temporária dos investigados continua sendo imprescindível, já que as medidas derivadas ou complementares à atuação inicial podem podem vir a ser comprometidas caso os investigados permaneçam em liberdade e voltem a ter acesso aos elementos de prova ainda não recolhidos e que sejam perecíveis ou efêmeros”.

Comentários