PRF na Paraíba realiza mutirão de cadastro para doação de medula óssea

A Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal no Estado da Paraíba realizou ontem (29) e hoje (30) ação para cadastrar 22 Policiais Rodoviários Federais, Servidores Administrativos e Colaboradores no REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, banco de dados com informações de possíveis doadores para quem precisa de Transplante de Medula Óssea.

A ação solidária foi uma iniciativa coordenada pela Comissão de Direitos Humanos da PRF. O cadastro foi realizado no Hemocentro da Paraíba. Para se tornar um doador é preciso ter entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde, não ter doenças infecciosa ou incapacitante e apresentar um documento oficial com foto. O doador deverá preencher um formulário com os dados pessoais, que precisam estar atualizados. Após o cadastro, será coletada uma amostra de sangue de 5ml para o teste de tipagem, que verifica a compatibilidade do doador.

A doação de medula óssea pode ajudar diversas pessoas que apresentam doenças relacionadas com a fabricação de células sanguíneas ou problemas em seu sistema imunológico, como aquelas que apresentam leucemias, linfomas, anemias graves e doenças originadas no sistema imune em geral.

A PRF reitera o compromisso com a sociedade e convida a todos(as) que solidarizem-se com a causa realizar o cadastro. Dirija-se ao Hemocentro ou Hemonúcleo de sua cidade e seja um doador voluntário. O cadastro é rápido e simples. O transplante de Medula Óssea é a esperança de cura para portadores de leucemia e outras doenças do sangue.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.