Prefeitura de Campina Grande renova parceria contra o trabalho infantil

 A parceira entre o Ministério Público do Trabalho e a Prefeitura de Campina Grande em torno do programa MPT na Escola vai continuar. Foi o que ficou acertado em reunião entre o procurador do Trabalho Marcos Antônio Almeida, a secretária de Educação do Município, Verônica Bezerra, e a coordenadora do programa naquela cidade, Maria das Graças Lima. Crianças de escolas públicas municipais vão novamente ganhar fardamento com mensagem alusiva ao combate ao trabalho infantil, como vem sendo feito há dois anos.

As aulas recomeçam terça-feira, quando será realizada solenidade em que será renovado formalmente o acordo de cooperação técnica que viabiliza a inclusão da temática do trabalho infantil nas atividades desenvolvidas em escolas da rede pública municipal. O fardamento traz a seguinte mensagem: “Trabalho infantil? Tô fora, tô na escola”. Este ano o programa será ampliado, já que as escolas dos distritos de Galante e São José da Mata também serão contempladas.
 
Uma novidade para 2014 é que a Secretaria de Educação distribuirá tablets com milhares de alunos e o MPT garantiu a distribuição de um game digital educativo de combate ao trabalho infantil, que está sendo finalizado pelo curso superior de Jogos Digitais da Facisa.
 
Segundo o procurador Marcos Antonio, “o jogo digital consistirá em mais uma ferramenta importante para levar, de maneira lúdica e criativa, informações preciosas sobre a necessidade de erradicar o trabalho infantil”.
 
O projeto MPT na Escola tem por objetivo a conscientização da comunidade escolar, da sociedade em geral e pais de alunos sobre os malefícios do trabalho infantil. Pelo projeto, professores e coordenadores pedagógicos são capacitados para atuar como multiplicadores no processo de conscientização. Já está sendo distribuído farto material de apoio pedagógico sobre a erradicação do trabalho infantil e serão realizados debates, em salas de aula, sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, bem como palestras e tarefas escolares.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.