Prefeito sanciona lei que extingue cargos de R$ 10 mil e devolve dinheiro aos cofres públicos

O prefeito Vitor Hugo sancionou a Lei, de autoria do Executivo (Projeto de Lei nº 025/2018), que determina a extinção dos cargos de provimento em comissão intitulados “AP-1”, que previam salários de R$ 10 mil. A medida vai proporcionar uma economia de cerca de R$ 3,6 milhões por ano aos cofres públicos municipais.

Ao todo, foram extintos 30 cargos, dentre Assessor Especial de Administração, Assessor Especial Contábil, Assessor de Coordenação Política, Assessor Especial I e Assessor Geral do Centro de Processamento de Dados.

“Essa é a concretização efetiva de uma de nossas primeiras medidas à frente da Prefeitura. Já tínhamos exonerado os servidores que recebiam esses altos salários e, agora, essa postura tornou-se lei, acabando de uma vez por todas com esses cargos abusivos e que serviam apenas para onerar os cofres públicos. Cabedelo não pode mais ser vista como uma cidade de privilégios a poucos. Em nossa gestão, essa falta de respeito com o dinheiro público e com o povo, acabou!”, destacou o prefeito Vitor Hugo.

Comentários