Prefeito promete anunciar reforma administrativa no dia 30

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), prometeu anunciar no dia 30 deste mês os integrantes de seu secretariado decorrentes da reforma administrativa. As mexidas na administração municipal começaram a ser pensadas no dia 9 de dezembro, quando os secretários entregaram, de maneira coletiva, os cargos. A atitude foi uma forma de deixar o gestor à vontade, além de permitir ao governador eleito, Ricardo Coutinho (PSB) que pudesse convidar alguns auxiliares para os quadros da administração estadual.

Hoje, Agra confirmou que começou a articular sua reform à medida que Ricardo foi anunciando seus escolhidos para a equipe do governo que começa em janeiro de 2011:

– Minha intenção é anunciar até o dia 30, tudo de uma vez, todos até porque as definições estão muito adiantadas. Com o avançar da definição dos nomes do secretariado do Governo do Estado, iniciei as conversações para recompor a equipe da prefeitura. Em linhas gerais, a equipe vai ter aquisições políticas, mas vão prevalecer os técnicos. Vamos combinar pessoas muito experientes com novos quadros que vão surgindo.

Sem revelar nomes, Agra confirmou que um vereador da capital estará entre seus secretários.

– Eu já fiz o convite para ele compor uma de nossas secretarias e estou esperando a resposta. Ele tem experiência e credibilidade e eu gostaria de contar com ele no corpo de auxiliares.

As declarações foram dadas hoje pela manhã quando Luciano Agra assinou um convênio entre a Prefeitura João Pessoa a Caixa Econômica Federal e a construtora Terramar para a construção de 576 unidades, direcionadas à população com renda de até três salários mínimos.

A assinatura do convênio aconteceu no gabinete do Centro Administrativo Municipal (CAM) e contou com as presenças da secretária de Habitação Social do Município, Emília Correia Lima, empresários e auxiliares do governo.

“Com este novo convênio, chegamos ao número de 2.932 unidades habitacionais a serem construídas em João Pessoa a partir do Minha Casa, Minha Vida. Isso demonstra o interesse do governo municipal em dar sequência ao programa de habitação social que promete reduzir consideravelmente o problema de falta de moradias para a população de baixa renda na Capital”, disse o prefeito.

Além do novo residencial, que terá investimentos na ordem de R$ 23,6 milhões, também estão sendo construídas, a partir do mesmo programa habitacional, outras 584 unidades do Bairro das Indústrias, no Residencial Anayde Beiriz; 244, no residencial Manacá, em Paratibe, no Valentina; outras 288 também estão em construção no Colinas do Sul, no Residencial Jardim das Colinas; e ainda outras 1.240 também estão sendo construídas no Residencial Irmã Dulce, no mesmo bairro.

“Em João Pessoa, temos a honra de participar dessa parceria com a prefeitura e as empresas privadas. Iremos fechar o ano de 2010 com 17 mil unidades sendo produzidas em todo o Estado; dentro do Minha Casa, Minha Vida, 11 mil unidades contratadas ou em fase de produção”, ressaltou o superintendente em exercício da CEF na Paraíba, Celizo Bezerra Filho.

“É importante destacar que em todo o Estado, apenas em João Pessoa estão sendo construídas unidades direcionadas a quem tem renda de zero a três salários mínimos, portanto a que mais necessita de novas moradias”, completou a secretária Emília Correia Lima.

No Jardim Veneza, as 576 unidades serão apartamentos divididos em 12 blocos, construídos nos padrões já adotados nos outros bairros: terão 42,3 metros quadrados de área construída, com sala, dois quartos, cozinha, banheiro social e área de serviço. O projeto prevê ainda obras de infraestrutura completa, como drenagem, pavimentação, rede de esgotos, iluminação e construção de calçadas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.