Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Prefeito de Cacimba de Dentro prova que prints de conversa sobre pagamento de festa foram manipulados

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O prefeito de Cacimba de Dentro, Nelinho Costa, apresentou provas de que não usou dinheiro público para pagar por uma festa de aniversário. A denúncia foi feita na semana passada e dava conta de que a empresa Cris Festas tinha recebido R$ 2.100 supostamente por ter realizado uma festa para a filha de Nelinho e Fernanda, uma menina de 11 anos. O prefeito entrou em contato com o ParlamentoPB e enviou prints originais da conversa mantida entre Fernanda e Cris.

Ao contrário do que a denúncia dizia, Fernanda solicitou no dia 5 de dezembro o orçamento da festa da filha e efetuou o pagamento com seus próprios recursos somente no dia 15 daquele mês. Já a transferência do Fundo Municipal de Saúde para Cris Festas se deu no dia 2 de dezembro e foi referente à quitação de um evento contratado pela prefeitura, de quem Cris é fornecedora.

Em nota, a assessoria do prefeito Nelinho Costa informou que o prefeito atesta que a Prefeitura de Cacimba de Dentro nunca utilizou dos recursos públicos para fins de natureza privada. Ele acusa seus adversários políticos de montarem denúncias com fins eleitoreiros e outros interesses escusos. Para tentar fundamentar as calúnias, os autores das acusações manipularam prints de conversas de WhatsApp entre a primeira dama do município, Fernanda Costa e a proprietária de uma empresa de decorações, descontextualizando o diálogo.

Na verdade, os prints e áudios das conversas entre a esposa do prefeito e a proprietária da empresa, que vem a ser cunhada do vice-prefeito Tutuca, revelam que o orçamento da referida festa privada só chegou 13 dias após do pagamento da Prefeitura para o um evento do município de Cacimba de Dentro, que custou 2.100 aos cofres da administração municipal.

Os prints trazem pedidos feitos pela primeira dama no dia 5 de dezembro solicitando o valor da festa realizada no dia anterior e o agradecimento por parte da empresária pelo recebimento em mãos de RS 1.705,00 apenas no dia 15 do referido mês, valor pago por uma funcionária da esposa do prefeito.

O prefeito já acionou sua assessoria jurídica a fim de recorrer à Justiça contra os responsáveis por abusos e calúnias. Confiram os prints da conversa entre Fernanda Costa e a representante da empresa na íntegra:

 

Agora veja o print manipulado:

 

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

policia-civil-padrao-2

Investigado por assassinato em Santa Rita é preso em Goiás

Motociclista acidente roda

Motociclista morre e outra pessoa fica ferida em acidente na BR-104

Matinhas PB 1

Caminhos do Frio chega a Matinhas hoje com diversas atrações

Maria Vitória foi morta pelo então namorado

Adolescente é assassinada em Monteiro; namorado de 56 anos é suspeito

Carregador de armazem

Sine disponibiliza 521 vagas de emprego em João Pessoa a partir desta segunda

ataque gaza 140724 FOTO PCRS org humanitaria

Após novo ataque à Gaza, Lula diz que Israel segue sabotando processo de paz

Três homens são presos suspeitos de tráfico de drogas em Guarabira

Três homens são presos suspeitos de tráfico de drogas em Guarabira

entregador FOTO Pixabay

Sine-PB oferta 533 vagas de emprego em 10 municípios paraibanos

onibus acidente sobrado br-230_

Ônibus que seguia para Vila Sítio São João tomba na BR-230, em Café do Vento

João Azevêdo entrega Casa da Cidadania do bairro do Bessa, em João Pessoa

João Azevêdo entrega Casa da Cidadania do bairro do Bessa, em João Pessoa