Postos começam a ser abastecidos, mas ainda há protestos na PB e em 15 estados

A greve dos caminhoneiros contra os aumentos dos combustíveis chegou, nesta terça-feira (29), ao 9º dia. Apesar do presidente Michel Temer ter anunciado a redução de R$ 0,46 no litro do diesel por 60 dias, os protestos seguem na Paraíba e em pelo menos 15 estados e no Distrito Federal. De acordo com o boletim divulgado ontem pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Estado há 14 pontos de interdições parciais.

Apesar dos protestos continuarem, os postos em todo o país começam a ser abastecidos, a exemplo da Paraíba. Campina Grande, que estava completamente sem combustível, começou a receber, para alívio da população.

Em João Pessoas ainda há muitos postos fechados e filas nos postos que estão aberto, embora elas estejam diminuindo de tamanho.

Na Capital paraibana a frota de ônibus está circulando com 70% de sua capacidade, com redução de 30%.

Produtos como gás de cozinha ainda é difícil de ser encontrado.

Segundo a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), todos os principais corredores monitorados estão com fluxo normal de trânsito e sem obstruções.

Em todo país, segundo a Infraero, também faltam combustíveis em 9 aeroportos do País.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.