Polícia prende em flagrante investigado por ‘golpe do pix’ em Campina Grande

O plano estava quase dando certo. O motoboy já se dirigia à casa do investigado, com as compras feitas via pix, mas o que ninguém sabia era que ‘no rastro’ da moto vinha uma equipe de investigadores da Polícia Civil. Quando o cliente recebia os produtos adquiridos de forma fraudulenta, a voz de prisão surgiu como brinde.

O enredo que parece filme é pura vida real. A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de Campina Grande, prendeu nessa quinta-feira, 21, um homem de 31 anos de idade, investigado por aplicar golpes ao efetuar compras via pix.

A prisão aconteceu no bairro Jardim Acácio. Um casal vítima do golpe teve um prejuízo de R$ 30 mil e procurou a delegacia para registrar o crime. A Polícia Civil passou a investigar o estelionatário, prendendo-o em flagrante em sua ação criminosa mais recente.

O investigado realizava as compras e enviava prints como se estivesse pagando pelos produtos. No entanto, as vítimas constaram que os valores não caíam na conta da empresa e procuraram a Polícia Civil.

A DDF investiga a possibilidade de outros golpes aplicados por ele. O homem está preso, à disposição da justiça.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.