Polícia desmonta quadrilha responsável por assaltos em Borborema e Serraria

O trabalho conjunto das Polícias Civil, Militar, com apoio do Corpo de Bombeiros Militar, resultou na  ‘Operação Camucá’, realizada nas primeiras horas desta quarta-feira (19), na cidade de Borborema, com o cumprimento de 13 mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva contra suspeitos de integrar uma quadrilha que vinha agindo na zona rural das cidades de Borborema e Serraria. Foram presos três acusados, de 30, 32 e 34 anos, e apreendidas quatro armas de fogo, meio quilo de maconha e quatro aves silvestres.

De acordo com o comandante da 7ª Companhia Independente da PM, major José Ferreira, os presos vinham aterrorizando moradores da região com a prática de assaltos, principalmente na zona rural das duas cidades. “Eles montaram uma organização criminosa e vinham agindo em Borborema e Serraria, então com essa operação de hoje conseguimos desmontar a quadrilha e apreender as armas, que, conforme levantamentos, também estavam sendo alugadas a outros criminosos para a prática de assaltos”, disse.

O grupo agia com muita violência, agredindo as vítimas, roubando valores, veículos e invadindo residências e comércios. “Eles foram responsáveis também por um a uma fábrica de massas no ano passado, na cidade de Belém. Desde então, a quadrilha estava sendo investigada. Hoje, realizamos com sucesso a operação que faz referência ao primeiro nome de Borborema, que foi ‘Vila de Camucá’, com prisões e apreensões relevantes. Além dos três presos, foram apreendidos substância entorpecente do tipo maconha, uma pistola cal. 765, um revólver cal. 38, uma espingarda calibre indefinido, além de munições calibres 12 e 38”, explicou o delegado Diógenes Fernandes, titular da 21ª Delegacia Seccional de Polícia Civil.

Dos presos, o de 34 anos tinha mandado de prisão por roubo; o de 32 anos responde por homicídio e foi preso com uma espingarda, durante mandado de busca cumprido na casa dele; já o de 30 anos, foi preso em flagrante com um revólver, meio quilo de maconha e quatro aves silvestres, também durante mandado de busca. A outra arma apreendida na operação estava em uma residência.

No momento da abordagem, um outro suspeito, que estava com um mandado de prisão em aberto, pulou a janela da casa, quando percebeu o cerco, e começou a atirar contra os policiais, que revidaram aos disparos. O homem de 34 anos acabou morrendo, depois de ser socorrido para o hospital de Bananeiras. A pistola que estava com ele foi apreendida.

Além dos roubos, a quadrilha teria envolvimento também em homicídios, tráfico de drogas, furto e outros crimes na região. Os presos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil, em Solânea.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.