Polícia Civil identifica e indicia agressoras por tortura contra ‘amiga’ em Remígio

A Polícia Civil da Paraíba já identificou as três mulheres que agrediram a pauladas, pedradas socos e pontapés uma amiga no meio da rua na cidade de Remígio. Elas serão indiciadas pelos crimes de tortura e lesão corporal grave.

O fato aconteceu no último dia 27 e o Grupo Tático Especial (GTE) da 12ª Delegacia Seccional em Esperança passou a diligenciar no sentido de prender as agressoras. “Identificamos que as agressoras também são residentes na cidade de Remígio e que há uma quarta participante, que é menor de idade. Elas confessaram os crimes e foram indiciadas de acordo com a legislação”, informou o delegado Cristiano Santana, responsável pelo GTE da Delegacia Seccional de Esperança.

Ele disse ainda que a motivação do crime teria sido o fato de que a vítima, Tamires dos Santos Silva, de 19 anos, teria cometido maus tratos a uma filha menor. “Esse fato ainda vai ser investigado e, caso seja confirmado, ela também deverá responder pelo crime”, ressaltou.

O vídeo com a sessão de tortura sofrida por Tamires dos Santos Silva circulou em várias redes sociais, chegando ao conhecimento da Polícia Civil. “Depois de ouvidas e confessarem os crimes, o procedimento será encaminhado à Justiça, que determinará o seguimento dos trâmites legais”, concluiu o delegado Cristiano Santana.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazer qualquer tipo de denúncia através do número 197. A ligação é gratuita e a identidade do denunciante será mantida sob o mais absoluto sigilo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.