Pico do coronavírus causa fila de espera na UTI do Sírio Libanês

O Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, considerado de elite, contabilizava ontem à noite uma fila de 22 pessoas para internação da UTI de Covid. É a maior fila desde o início da pandemia. Todos os 22 contaminados são de fora de São Paulo. As informações são da coluna de Lauro Jardim em “O Globo”.

A UTI do Sírio está lotada, com 50 pacientes. Desses, 38 nestão intubados (na quarta-feira, eram 32). Fora da UTI, estão mais 105 pacientes com Covid-19.

O perfil dos pacientes de Covid na UTI vem mudando nos últimos meses. Hoje, é patente o aumento do número de pessoas mais jovens internadas.

Entre os pacientes que estão internados no Sírio Libanês estão os empresários Eduardo e José Carlos Júnior, da Rede Paraíba de Comunicação e Café São Braz.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.