PF recolhe remédios e material de campanha em comitê do PMDB

Uma denúncia sobre um suposto crime eleitoral feita pela coligação "Uma Nova Paraíba" terminou na apreensão de 12 caixas de medicamentos e de material de campanha em um comitê eleitoral da coligação "Paraíba Unida", no final da tarde de ontem, em São Mamede, no Sertão. A ação foi realizada pela Polícia Federal da delegacia de Patos, em parceria com policiais militares do município.

A denúncia foi de que, no local, estaria funcionando uma distribuição de remédios e cestas básicas a eleitores em troca de votos. Quando os policiais federais chegaram à residência, no centro da cidade, encontraram o imóvel fechado e tiveram de arrombá-lo após obter um mandado de busca e apreensão expedido pelo juízo da 26ª Zona Eleitoral de Santa Luzia.

No interior da casa, que teria sido alugada pelo ex-prefeito de Santa Luzia e atual diretor do Hospital Infantil de Patos, Humberto Marinho, os agentes encontraram caixas de medicamentos pertencentes à Farmácia Popular do Brasil, cuja venda é proibida; além de sandálias e materiais de campanha armazenados. Todo o material foi apreendido e encaminhado para a sede da PF de Patos. No entanto, ninguém foi detido.

Intimação – Segundo a delegada da Polícia Federal patoense Mariana Cavalcante, que participou da ação, o ex-prefeito será intimado a prestar esclarecimentos na sede da Polícia Federal nos próximos dias. “A casa tinha sido alugada pelo ex-prefeito e segundo as denúncias o local estaria funcionando para distribuição de medicamentos, o que levanta indícios da existência de crime eleitoral. No local encontramos vários tipos de remédios e bastante propaganda e agora o caso vai ser apurado”, relatou a delegada.

Um dos advogados da coligação ‘Paraíba Unida’, Carlos Fábio, disse no início da noite que ainda não havia tomado conhecimento das buscas realizadas pela Polícia Federal no município. No entanto, ele reiterou que a defesa da coligação continuava “tranquila”, diante das denúncias. “Estou sendo informado agora, mas garanto de antemão esse não é o nosso comportamento”, assinalou.

Jornal da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.