Pesquisador da UFPB defende medicamentos feitos de plantas da caatinga

O pesquisador, farmacêutico e atual presidente do Instituto de Pesquisa em Fármacos e Medicamentos (IPeFarM) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Rui Macêdo defenderá a viabilidade técnica e econômica da produção de medicamentos feitos a partir de plantas nativas da caatinga nesta quinta-feira (21), durante a 8° edição do Semiárido show – inovações e dinâmicas de desenvolvimento regional, em Petrolina (PE).

O evento, que começou nesta terça (19), é considerado o principal de inovação tecnológica voltada para a agropecuária no Nordeste brasileiro e tem o intuito de divulgar o conhecimento científico para produtores e empreendedores, a fim de dinamizar a indústria sustentabilidade das atividades na região.

A programação deste ano, até esta sexta (22), conta com mais de 50 minicursos, palestras, oficinas e seminários temáticos, além da exposição em campo de uma centena de inovações tecnológicas. A expectativa dos organizadores é a de receber um público de 20 mil pessoas, entre agricultores, estudantes e agentes de assistência técnica e extensão rural da região semiárida brasileira.

Haverá ainda estandes institucionais, com exposição de empreendimentos regionais e divulgação de produtos e serviços públicos e privados, ampliando as oportunidades de parcerias, de fortalecimento de mercados e de assertividade das políticas públicas.

O seminário é promovido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A entrada é gratuita. Inscrições para capacitações devem ocorrer no dia e local do evento. Outras informações na página oficial do seminário.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.