Pedido de cassação contra José Eudes é protocolado na Câmara de Cabedelo

O presidente do PRB de Cabedelo, Joaldo Farias, protocolou na noite desta terça-feira (15), durante a sessão na Câmara Municipal de Cabedelo, dois pedidos de casação do mandato do vereador José Eudes.

Segundo o parlamentar, Joaldo Farias é emissário do prefeito interino de Cabedelo Vitor Hugo e do prefeito afastado Leto Viana.

O parlamentar revelou, inclusive, que foi procurado ontem, hora antes do pedido de cassação do seu mandato ser protocolado na Câmara, por uma pessoa também ligada a Vitor Hugo e Leto Viana. “Tentaram me intimidar, pedindo pra que eu fizesse um acordo com eles e parasse com as denúncias, que eu me calasse. Caso eu continuasse, não aceitasse, apresentariam o documento”, afirmou o vereador.

Nos pedidos, eles alegam que o parlamentar faltou várias sessões na Câmara, em 2017. O outro diz respeito a uma suposta carta-renúncia que estaria em Poder da Polícia Federal na qual Eudes abriria mão do mandato. A prática era costumeira no bloco de apoio ao prefeito Leto Viana, como forma de obrigar os parlamentares a seguirem as determinações do poder executivo.

Eudes, de oposição, contudo, disse ao ParlamentoPB que nunca assinou o documento e que ele foi falsificado. O vereador disse também que já solicitou uma pericia para comprovar que seu autógrafo foi forjado.

Sobre as faltas, Eudes disse que 2017 foi um ano muito difícil pra ele, que teve até depressão e que suas faltas foram justificadas. “Foi um perído muito difícil, tentando enfrentando bandidos dentro da Prefeitura e da câmara, é tanto que estão presos hoje”, declarou o parlamentar.

Eudes tachou os pedidos de cassação contra ele como uma tentativa de barrar as críticas e denúncias que faz contra o atual prefeito Vitor Hugo, assim como fez com o prefeito afastado Leto Viana.

“Vejo tudo como mais uma tentativa de me calar, calar o mandato de uma pessoa que está defendendo a população de Cabedelo. Denunciei vários desmandos da gestão de Leto Viana, de Vitor Hugo, e continuarei fazendo esse trabalho com qualquer um que não honre com seus compromissos de defender o povo, de levar melhorias para Cabedelo e a população. Vou continuir cumprindo meu mandato como fui eleito para fazer”, disse José Eudes, lembrando que esta não é a primeira vez que tentam cassar seu mandato.

Apesar da situação, ele disse que está tranquilo. “Recebo o pedido com tranquilidade. Não sei se a Câmara vai acatar, mas, estou preparado e, se for preciso, vou fazer minha defesa”, afirmou.

Comentários