Paraíba vai iniciar tratamento com plasma de curados da Covid-19 em pacientes graves

A Paraíba vai iniciar o tratamento de pacientes graves infectados pelo novo coronavírus utilizando plasma convalescente, que é o plasma de um paciente que já teve a Covid-19 e está curado. O anúncio foi feito pelo secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros.

“Será iniciado na Paraíba um novo modelo experimental de tratamento dos pacientes graves hospitalizados de coronavírus, que consiste na utilização do plasma convalescente. O processo consiste em fazer a retirada do sangue desse paciente que teve coronavírus e está curado, separa a parte sólida do sangue do soro e 200 ml do soro é infundido no paciente grave do coronavírus, na fase aguda”, explicou.

O secretário disse que o novo tratamento será realizado em 100 pacientes, tornando a Paraíba pioneira no Norte e Nordeste na utilização do tratamento, que já é adotado em alguns estados brasileiros.

A coleta, processamento, armazenamento e distribuição do material sanguíneo serão realizados pelo Hemocentro.

O tratamento de pacientes graves com coronavírus utilizando plasma convalescente é resultado, segundo Geraldo Medeiros, de um trabalho conjunto da da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Secretaria de Estado da Saúde e o Homocentro de João Pessoa.

Ele lembrou que a utilização do plasma convalescente já foi utilizado em epidemias ocorridas no passado, como na epidemia de H1N1, na epidemia da Síndrome Respiratória Aguda, no oriente médio, em 2012, e também na Síndrome Aguda Respiratória Severa (SARS), que ocorreu em 2001.

Comentários