Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Paraíba tem nova onda de Covid-19 e registra 1.016 casos só nesta segunda

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta segunda-feira (14), 1.016 casos de Covid-19. Entre os casos confirmados no boletim emitido hoje, 4 (0,39%) são moderados ou graves e 1.012 (99,61%) são leves. Agora, a Paraíba totaliza 656.896 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. A Secretária de Saúde da Paraíba, Renata Nóbrega falou sobre a situação epidemiológica na Paraíba e admitiu que o Estado enfrenta uma nova onda da doença.

“Neste momento, conseguimos fazer a captação de confirmação de mais de 130% de casos confirmados da Covid-19, alertando mais uma vez para o cenário de uma nova onda que estamos atravessando e também a taxa de reprodução do vírus está acima de 1% e sinaliza que ainda não conseguimos captar a nova variante BQ1, mas provavelmente ela já está circulando”, disse a secretária.

Também hoje a Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou uma Nota Informativa reforçando as orientações de isolamento e cuidados individuais contra a covid-19. As recomendações têm como base o aumento de notificações de casos e a circulação de duas sublinhagens do vírus (BQ.1* e BA.5.3.1) em outros estados. O uso de máscaras, a higiene das mãos, a vacina em tempo oportuno e o isolamento de pacientes entre 5 e 10 dias são os cuidados apontados no documento de orientação.

A nota orienta que em caso de sintomas seja realizada a testagem para diagnóstico e isolamento de casos positivos. Os testes também são importantes para que seja feito o sequenciamento genético e identificação de variantes em circulação. Em relação ao isolamento, devem ser seguidos os critérios: até 7 dias completos do início dos sintomas, caso a pessoa não apresente febre e não faça uso de medicamentos antitérmicos há 24h; até 5 dias completos do início do sintoma em caso de teste indetectável desde que permaneça afebril, sem o uso de medicamentos para controle da febre há pelo menos 24 horas e sem sintomas respiratórios.

Caso a pessoa permaneça sem melhora dos sintomas respiratórios, ou tiver febre no 7º dia completo após o início dos sintomas, ou apresente novo exame positivo para SARSCoV-2 realizado a partir do 5º dia completo do início dos sintomas, deve ser mantido o isolamento respiratório domiciliar até o 10º dia completo.

De acordo com a secretária de estado da Saúde, Renata Nóbrega, o intuito da SES é reforçar as medidas sanitárias já conhecidas e, sobretudo, as coberturas vacinais contra a covid-19. “Orientamos a população que intensifique a higiene das mãos, seja pela lavagem, ou pelo uso de álcool a 70%, que façam uso de máscara em ambientes fechados, mal ventilados, locais com aglomeração e nos serviços de saúde. Reforçamos ainda que quem está com dose de vacina covid-19 atrasada, ou já está em tempo de receber alguma etapa do esquema vacinal, procure a sala de vacinação mais próxima para atualizar o cartão de vacinas, de acordo com a faixa etária”, ressalta.

Renata reforça ainda que as máscaras podem ser usadas para a proteção pessoal ou para controle da fonte, que é quando alguém infectado ou sintomático faz uso para prevenir transmissão a outras pessoas. Também é recomendada a utilização para pessoas com fatores de risco para complicações do vírus, em especial imunossuprimidos, idosos, gestantes e pessoas com múltiplas comorbidades, principalmente em situações de maior risco de contaminação como ambientes pouco ventilados e com maior concentração de pessoas.

Em relação à vacinação, a procura pela vacina contra a covid-19 pela população acima de 30 anos é baixa. Atualmente, 2.223.463 pessoas são elegíveis na Paraíba para tomar a segunda dose de reforço, no entanto, foram registradas 448.298 doses aplicadas, o que indica que penas 20% desta faixa etária completou o esquema vacinal. Já em relação à população acima de 12 anos, que toma três doses, o total populacional é de 3.387.831 e até o momento 2.092.332 tomaram a terceira dose, o que corresponde a 62,27% da população alvo. Lembrando que a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de 90% de cobertura vacinal e cada faixa etária.

A secretária de Saúde adianta que, para melhorar o acesso da população às vacinas, será realizado um dia D de vacinação contra a contra a covid-19. “Vamos realizar no sábado dia 26 de novembro um dia de mobilização, nas mais de mil salas de vacinas em toda a Paraíba. O Dia D é para atender a população que por algum motivo não pode comparecer durante a semana para tomar a sua dose de proteção contra o vírus. Contaremos com os esforços dos municípios paraibanos e com a adesão da população para que possamos aumentar as nossas coberturas vacinais e assim manter todos mais seguros”, anunciou.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada