Oposição apresenta 8 requerimentos e todos são rejeitados

Os vereadores Lucas de Brito (DEM) e Renato Martins (PSB) começaram o semestre com energia renovada e apresentaram, juntos, na manhã de hoje, durante a primeira sessão ordinária do ano na Câmara, 10 requerimentos com pedidos de informação à prefeitura de João Pessoa. 
 
O líder da oposição, Lucas, queria as cópias de contratos firmados para seis finalidades: gastos com passagens da Funjope (R$ 806 mil), montagem e desmontagem de tendas (R$ 393 mil), refeições para o Restaurante Popular de Mangabeira (R$ 1,5 milhão), Serviços de Segurança prestados pela Kairós (R$ 340 mil), Comunicação (R$ 7,5 milhões) e montagem e desmontagem de palcos, num aumento de 26% em relação ao contrato original, firmado em 2012 (valor não informado).
 
Já o vereador Renato Martins pedia informações sobre o uso da Secretaria de Comunicação para assuntos não institucionais. Ele se referia ao fato de ter sido distribuído um release, nesta semana, tratando da situação do partido Solidariedade, que ameaçava romper com o prefeito. Também da lavra do socialista era o requerimento que pedia informações sobre o abastecimento de veículos oficiais da prefeitura em postos de combustíveis da capital.
 
Com apenas quatro vereadores, a oposição viu todos os pedidos serem rejeitados por maioria.
 
"Foi um tiro no pé. Os vereadores de situação votaram, na verdade, contra a transparência", protestou Lucas de Brito.
 
"Não havia motivo para se pedir cópias de contratos. Tudo isso está no site da Prefeitura e no Sagres do Tribunal de Contas. A oposição só precisa pesquisar", alfinetou Benilton Lucena (PT).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.