Operação Tiradentes II, da PM, prende 39 suspeitos e recolhe armas e veículos roubados

A Polícia Militar prendeu 39 pessoas, nessa sexta-feira (11), durante a Operação Tiradentes II. Seis armas de fogo foram apreendidas e 10 veículos roubados foram recuperados. Pelo menos, sete adolescentes foram detidos nas abordagens.

Em Campina Grande, dois menores foram capturados com uma moto de chassi adulterado. Eles estavam com um revólver calibre 38 e seis munições e foram abordados no bairro Alto Branco. Os dois, ambos de 16 anos, a arma e o veículo foram levados para o Distrito Integrado de Segurança (Disp) da região.

Já na Capital, cinco adolescentes, sendo três meninas, foram apreendidos depois de tomar um táxi por assalto, na Zona Sul. Eles estavam também com um revólver calibre 38 e foram encaminhados à Central de Flagrantes, no bairro do Geisel.

No Colinas do Sul, policiais do 5º Batalhão realizavam rondas e prenderam um homicida, quando suspeitaram de pessoas que desembarcavam de um táxi. No momento da abordagem e consulta do nome de um dos suspeitos, foi constatado que contra ele existia um mandado de prisão pelo crime de homicídio e que ele também respondia outro processo pelo crime de roubo.

Na comunidade Santa Clara, dois homens suspeitos de tentativa de homicídio na última quinta-feira (10), no local, foram presos após policiais da Coordenadoria de Inteligência da PM (COInt) receberem informações que a dupla estava escondida em uma casa na localidade. Os suspeitos foram levados para a Central de Flagrantes.

Os outros detidos foram conduzidos por crimes como roubo, furto, tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, por cumprimento de mandado de prisão, outros crimes e contravenções. Ainda durante a sexta-feira, dez veículos foram recuperados nas cidades de Sousa, Pocinhos, Lagoa Seca, Remígio, Bayeux, João Pessoa e Campina Grande.

Operação Tiradentes

As Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares de todo o país deflagram, na tarde de ontem, a Operação Tiradentes II, com várias ações que serão realizadas até a tarde deste sábado (12).

Na Paraíba, a operação contou na noite de sexta-feira (11) com efetivo dos quadrantes de policiamento preventivo, tropa especializada, drones, reforçando as ações de segurança pública no estado. O objetivo da ação foi apreender armas, drogas, veículos com queixas de roubos ou furtos, efetuar prisões, cumprir mandados, e reforçar o policiamento preventivo.

A Operação Tiradentes II é coordenada nacionalmente pelo Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG-PM/CBM). Na região metropolitana da Capital, a operação teve à frente o próprio comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, que é o atual 2º vice-presidente do CNCG.

Todas as ações no estado foram monitoradas em tempo real, por meio do Centro de Comando e Controle (C3), instalado especificamente para a Operação. As sedes regionais da PM, em Campina Grande e em Patos, também contarão com C3. O nome da operação é uma homenagem ao patrono das polícias militares do Brasil: Tiradentes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.